3min. de leitura

A dança do ventre: a dança sagrada, dança da vida!

O primeiro espaço Sagrado do ser humano é o útero materno, de onde emerge o verdadeiro e mais puro amor incondicional, de onde emana o mais profundo sopro de vida vindo de Deus!


No útero materno, gera-se o corpo humano, Templo Sagrado, temporariamente existente neste planeta, para extensão e continuidade da obra Divina!

Sobre a residência d’alma humana, os ocidentais acreditam que ela se situa no peito ou na cabeça, mas, conforme a arte chinesa, por exemplo, o qi emerge como força vital que vem do abdômen, em ponto situado abaixo do umbigo, ou seja, na região do útero.

Através do útero materno, a mãe se torna doadora de vida e protetora do ser mais indefeso existente na Terra: o feto, que mais do que se confunde com ela, vai além dela.


Assim, o útero, o ventre materno, que gera vidas e, não somente vidas, mas seres criados para serem amados, ensinados e auxiliados durante o seu desenvolvimento, é o centro da vida que deve ser celebrada e ritualizada através, por exemplo, da dança do ventre.

A dança do ventre possui diversos movimentos sinuosos que exteriorizam a beleza do receptáculo da vida humana: a mulher!

Sobre esses movimentos curvilíneos, eles se externam todos de forma harmoniosa e se resumem em requebrar dos quadris, movimentos sinuosos dos braços e serpentiformes da cabeça, rotações dos quadris e inúmeras ondulações abdominais, exatamente onde é a residência do início da vida.


Ainda sobre os movimentos, pensa-se que a concentração deles, está no movimento dos músculos, contudo ela (concentração) está na respiração que, da mesma forma que na antiga arte chinesa (através do qi), localiza-se na região do útero e essa força vital, fonte de energia que brota da devida respiração, não poderá ser rasa, com o encolhimento da barriga, mas sim, de maneira longa, da mesma forma quando éramos bebês, quando respirávamos a partir do abdômen. Essa forma (correta e poderosa) de respiração, é o momento mais importante da dança do ventre.

O ventre materno gera vidas e estas merecem ser celebradas através dessa milenar dança! Dança do ventre. Dança da vida!

Fonte de pesquisa: “A Dança do Sagrado Feminino”, de Iris J. Stewart – Editora Pensamento.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF Imagens.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.