4min. de leitura

A esperança jamais morre! Vista-se de Fênix, apronte-se para o voo, faça das cinzas o seu impulso

A esperança não é a última que morre, mas aquela que jamais morre! Vista-se de uma exuberante Fênix, apronte-se para o voo e faça das cinzas o seu impulso


Há várias formas dos humanos perceberem que podem superar desafios e se superarem. A superação, por sua vez, depende, normalmente, de forças extra-humanas.

A esperança e a fé são formas de tornar os humanos resilientes. Assim, há formas de “enganar” o seu cérebro no intuito de mostrar a ele, a verdade nua e crua e, assim, manter o seu emocional e espiritual fortalecidos, inclusive, diante dos vendavais que, por vezes, tentam derrubá-lo e até podem derrubar, mas nada impede que você se reerga ainda mais confiante como fênix que ressurge das cinzas.

Caso você esteja vivenciando, no presente, situações que aparentam não ter luz no final do túnel, não desista e continue seguindo em frente, mas com os seus olhos no retrovisor da sua vida, assim, foque no seu passado, na parte em que sua história foi bem-sucedida e prova de que obstáculos poderão ser transpassados. Continue, mesmo e principalmente quando as suas forças estiverem sucumbindo, pois, comumente, neste ponto, haverá a superação.


Não desista no momento errado. Nunca desista! Contudo, se cair e o seu passado pesar, cultive as suas esperanças no futuro promissor. Siga em frente!

Vista-se de uma exuberante Fênix, apronte-se para o voo e faça das cinzas o seu impulso. Siga adiante, mesmo com o passado doloroso, pois o futuro poderá lhe mostrar no presente que a dor teve um fim engrandecedor na sua vida. Sem a dor, por exemplo, você não conheceria a força do amor!

Após olhar para a frente e, pelo retrovisor, quando notar que ambos lhe ofereceram um presente contagiante, com inúmeras realizações para si e para o mundo que o circunda, mergulhe no seu interior e exulte em agradecimentos ao Seu Criador pela bênção que lhe foi concedida com tanto amor!

Quando a caridade estiver ausente em sua vida, lembre-se de que você não está sozinho neste planeta e todos formamos um grande corpo. Cada parte deve contribuir para a existência e permanência da outra.

Assim, direcione a sua atenção não ao passado ou ao futuro, mas à sua volta e ceda o seu amor a quem dele tiver necessidade. Ceder amor é multiplicar aquele que há em você e propagar uma energia magnânima, para ultimar o projeto do Criador neste Planeta. É energia que move mundos em sua invisibilidade.


Enquanto você direcionar a sua atenção ao seu passado, ao seu presente e futuro e, ainda, à sua volta, bem como ao seu interior, a fim de manter a sua esperança imortal, sempre olhe ao mais Alto dos Céus, pois o Criador nele residente, mas, também, Onisciente, Onipresente e Onipotente, está pronto para sempre estar ao seu lado, à sua volta, à sua frente, atrás de você e principalmente em você!

Precisamos sofrer, para reconhecermos a paz de espírito; precisamos sentir a tristeza, para reconhecermos a felicidade; precisamos sentir a dor, para reconhecermos a saúde e, assim, precisamos conhecer um lado, para reconhecer o outro e, quanto mais mergulharmos em um dos lados, mais reconheceremos o outro.

Para seguirmos nesta jornada terrestre, precisamos manter a esperança, não como a última que morre, mas como aquela que jamais morre!


Direitos autorais da imagem de capa: Gabriel Silvério/Unsplash.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.