6min. de leitura

A felicidade é resultado da paz de espírito e da inteligência emocional

É necessário projetarmos a nossa vida para termos um senso de paz intenso e construirmos a nossa felicidade.



O sol nasce no leste e se põe no oeste, e o seu sucesso, seja ele em qual área for, pode seguir o mesmo fluxo.

Vamos falar um pouquinho sobre paz de espírito, que é a sua maior meta, visto que se você entender que a paz de espírito deve ser sua maior prioridade, todo o resto irá florescer. E se você realizar tudo o que há para fazer no mundo, mas não tiver paz interior, você se considerará um fracasso.

Você deve se perguntar: quais as coisas que me trazem paz de espírito? Quando eu tenho esse maior nível de paz?

Então, quando você sente medo e ele não o paralisa, ou quando você sente emoções negativas e consegue lidar bem com elas, sua mente flui com um ritmo próprio, ou seja, inteligência emocional.


Logo os momentos de felicidade chegam, e isso não é algo que acontece por acaso. Não dá para sair, tropeçar e pegar um pedaço de paz de espírito, levantar-se e colocar no bolso. É necessário projetarmos a nossa vida para termos um senso de paz intenso e construirmos a nossa felicidade.

Saúde e energia são elementos importantes para uma vida boa, mas somente quando temos níveis elevados de saúde, sem dor e com um fluxo contínuo de energia, é que podemos nos sentir felizes de fato.

Se pararmos para refletir sobre essa temática, saúde é nossa necessidade de deficiência, ou seja, só pensamos em saúde quando estamos privados dela. A boa notícia é que podemos usar a nossa disciplina e força de vontade para conquistar e manter bons níveis de saúde.


Agora quando falamos de relacionamentos felizes, 85% da sua felicidade ou infelicidade gira em torno de relacionamentos, sua capacidade de entrar e se manter em relacionamentos de qualidade com seus cônjuges, filhos, amigos, colegas e os demais é a verdadeira medida da qualidade da sua personalidade e do seu nível de saúde mental.

A felicidade de verdade: o que é?

Pessoas que estão em dia com a sua autoestima e respeito próprio se dão melhor com outras e vivem vidas mais felizes.

Para ser feliz de fato, você deve estar envolvido na própria vida, e isso inclui um trabalho significativo, algo de que você gosta e lhe faz bem.

Eu brinco que “o coração tem que cantar”. As pessoas só se sentem felizes de verdade quando oferecem uma contribuição e representam uma diferença na vida e no trabalho de outras pessoas.

Agora falando do nosso amigo dinheiro, ele é igual à cachaça: facilita a sua vida e potencializa quem você é. E alguns dos maiores medos que sentimos são o medo da perda, do fracasso e da pobreza. Uma das suas principais responsabilidades consigo mesmo é trabalhar pela independência e liberdade financeira ao longo da vida e, para isso, o segredo é autodisciplina.

Ao longo da história, o autoconhecimento e a autoconsciência andaram de mãos dadas com a felicidade interior e a realização externa. Você precisa saber quem você é, assim como o que pensa e a maneira como se sente, já que as influências moldaram sua personalidade, por isso você reage e responde da maneira que faz às pessoas e situações ao seu redor. A partir daí, você consegue avançar em outras áreas da vida.

Traga significado para sua vida e se comprometa com algo mais importante que você. É preciso sentir que sua vida representa algo, que de alguma forma está contribuindo valiosamente com o mundo.

A felicidade foi definida como “a realização progressiva de um ideal digno”. Pense na sua autorrealização, na sensação de se tornar tudo o que você pode ser: resumimos em conexão com o verdadeiro “eu”.

O que você pode fazer?

Honestamente, responda para si a essas perguntas e veja como sua vida pode mudar a partir de agora!

  • Ter um propósito é fundamental para aumentar seu nível de bem-estar e suas realizações. Vamos refletir um pouco mais a esse respeito?
  • Você tem um propósito em sua vida? Qual?
  • Até que ponto você se sente comprometido com seu propósito? Ele afeta suas escolhas e decisões? Ele influencia suas ações? Como?
  • Seus objetivos de vida estão alinhados ao seu propósito?

 

Direitos autorais da imagem de capa: David Gomes/Pexels.

 

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.