Reflexão

“A felicidade ‘instagramável’ é uma busca utópica e meio babaca” (Martha Medeiros)

4 A felicidade ‘instagramavel e uma busca utopica e meio babaca Martha Medeiros

Uma reflexão feita a partir do texto “Obrigada aos meus dias ruins”, compartilhado pela escritora em seu Facebook.



Já reparou como estamos sempre em busca de respostas? Absolutamente tudo precisa ter algum tipo de explicação, precisa ser colocado em uma “caixa”, caso contrário não pode ser vivido ou experienciado da maneira correta. E, afinal, existe uma maneira certa de viver ou estamos todos no mesmo barco, tentando descobrir qual é a moral da história?

Autora de 27 obras, Martha Medeiros, além de escritora, é colunista de jornais importantes do país e usa suas redes sociais para escrever principalmente crônicas e contos, retratando as miudezas e pequenos acontecimentos da vida como verdadeiras epopeias. Em uma de suas produções, chamada “Obrigada aos meus dias ruins”, ela discorre sobre a importância do incômodo para ir em frente.

Em uma de suas frases, Martha escreve que “a felicidade ‘instagramável’ é uma busca utópica e meio babaca”, afirmando que tem se sentido tranquila desde que aprendeu que é impossível estar feliz em um país com tanta desigualdade social à deriva.


Compartilhar uma felicidade fictícia através de fotos em uma rede social não vai fazer com que passe a se sentir dessa forma, e mais, não diminuirá os verdadeiros problemas dos cidadãos, como a fome e a miséria. Por que nos preocupamos tanto com o que vão pensar de nós? Por que nos tratamos com tanta hostilidade e maldade apenas para satisfazer outras pessoas?

Em que momento passamos a olhar apenas para nossas próprias necessidades, respeitando o outro, tendo responsabilidade emocional e discernimento? Não podemos mais deixar que indivíduos que nunca vimos ou que em nada contribuem no nosso dia a dia nos ditem regras.

A cada dia, fica mais nítido o tamanho dos danos emocionais e psicológicos que as redes sociais trazem às pessoas, principalmente as mais vulneráveis. O que tinha sido criado para ajudar a encontrar amigos e parentes que moram longe hoje se tornou uma cruel ferramenta que altera padrões de beleza e guarda seus dados pessoais, e para que exatamente?

A vida real não está atrás de uma tela, e todos sabemos disso. Um dia, pessoas que se dizem influenciadoras e que mais promovem o adoecimento físico e emocional de seus seguidores, serão responsabilizados pelo que têm feito.


Até quando vamos permitir que pessoas sem instrução se digam “especialistas” em áreas que exigem estudo? Até quando vamos aceitar que indivíduos interessados apenas em ganhar dinheiro nos digam como devemos viver?

Enquanto rolamos nosso feed, a vida passa lá fora e não espera o momento em que vamos cair na real. Lembre-se que todas as fotos que você vê, aquela vida perfeita dos famosos e subcelebridades, não fazem parte da realidade. Elas estão completamente deslocadas da essência, são pequenos recortes e enquadramentos de uma existência que nunca vamos saber ao certo como foi.

Pare de se comparar tanto e seja mais gentil com sua história, trajetória, experiências. É preciso amar e respeitar esse corpo que nos serve, é preciso tratar o próximo com gentileza, enxergando sua alma, seus possíveis problemas. Isso é conexão real, muito diferente do número de seguidores nas redes sociais, que nem sequer sabem quais são seus medos e angústias.

Precisamos valorizar mais a própria experiência, nossos sentimentos e nossa história. Cada tropeço, cada caminho errado que pegamos não devem ser interpretados como “burrice” ou “falta de atenção”, mas como forma de aprender o melhor jeito de fazer as coisas, qual o melhor caminho a pegar.


No fim, vale lembrar que pouco levamos conosco em nossa passagem. Não é a organização de nosso perfil ou a qualidade das imagens que poderão mensurar o nível de qualidade de vida, mas sim as experiências, a quantidade de pessoas que nos amam e o tamanho da saudade que vamos deixar. Já viveu hoje?

Vídeo mostra criança brincando em janela de prédio na região norte de Palmas

Artigo Anterior

Marido desmaiou na hora do parto e mulher fez uma selfie para registrar o momento!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.