4min. de leitura

A gratidão sincera está presente em todos os momentos, sejam eles bons ou ruins

Essas palavras quando conciliadas tem grande poder. Aprendi ao ler sobre o Hoʻoponopono (ho-o-pono-pono) uma prática havaiana antiga, com vista à reconciliação e ao perdão. Desde então, essa prática mudou minha maneira de pensar e agir.


Parece tão simples, que é difícil acreditar que tenha grandes efeitos, mas essa é a questão. Não são as palavras em si que transformam nossas atitudes, mas o significado delas em nosso interior.

O que eu entendo por gratidão? Será que sou realmente grata? O que essa atitude significa?

Gratidão é um sentimento perante a vida, não é apenas aquele que temos quando recebemos algo. É o motivo que temos todos os dias para acordar, respirar e viver. É fácil ser grato quando todas as coisas andam bem, quando se consegue aquele emprego dos sonhos, quando se consegue comprar aquela casa ou apartamento que tanto se almejava, ou quem sabe aquele carro do ano que tão desejado. Mas a gratidão sincera não vem disso. Ela está presente em todos os momentos, bons e ruins.

Aceitação! Será que você aceita a maneira como você é? Você está aprendendo com seus erros e acertos?


Aceitação não é sobre ser “melhor” ou “pior”. É aceitar todas as condições materiais e espirituais da sua existência. É aprender a se conhecer todos os dias.

É fácil se aceitar quando temos uma aparência estética de acordo com os padrões da sociedade. É fácil se aceitar quando você está dentro de padrões normativos que regulam a vida social. É fácil se aceitar quando você possui habilidades físicas e competências exigidas para aquela vaga de emprego para a qual você se candidatou. É fácil se aceitar quando você não é julgado pela sua aparência física, classe, religião, preferências ou gênero.

Por isso é que a aceitação precisa ser algo íntimo, que vai além de qualquer determinação que venha do externo. É algo de você para você.

Você se ama? Mesmo conhecendo erros? Você consegue se amar? Você consegue se compreender? Consegue se ver com olhos de amor naquelas circunstâncias difíceis pelas quais passou? Você valoriza cada uma de suas conquistas, cada parte de você? É refletindo sobre isso que chegamos até o próximo passo.


Perdoe-se! Perdoe-se pelas suas fraquezas, pelas suas faltas, por aquele dia em que, no momento de raiva, você ter falado o que não deveria e ter feito o que não podia.

Perdoe-se! Você antes não tinha a maturidade que tem hoje.

Conciliados todos esses passos e tomando atitude de mudança, você tem a oportunidade de ser uma nova pessoa. Todos os dias quando acordamos temos uma nova chance, então, use-a!

Seja a melhor pessoa que você pode ser, para você e para outras pessoas. Este é o sentido da vida: aprender a viver! Liberté!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF Imagens.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.