Animais

A história de Sylvester Stallone e seu cachorro mostra que a amizade verdadeira vence qualquer problema!

Foto: Reprodução
Capa site A historia de Sylvester Stallone e seu cachorro mostra que a amizade verdadeira vence qualquer problema

Quando estava em extrema dificuldade, o ator precisou vender seu cachorro para sobreviver, mas uma reviravolta em sua vida o surpreendeu.

A teoria mais bem aceita até hoje em relação à amizade de pessoas e cachorros é que os cães domesticados são lobos que se beneficiam de restos de alimentos. E na Pré-História, os homens se aproveitavam da situação para se aproximar e garantir proteção e companhia para a caça. Esse elo quase inexplicável, que ainda nos surpreende, é muito forte, pois sabemos que, se temos um amigo de quatro patas, ele sempre vai estar ali por você, mesmo em seus piores dias.

Na biografia de Sylvester Stallone, no entanto, existe a história de amizade e superação entre homem e cachorro que ultrapassa qualquer expectativa. Quem vê Stallone hoje, famoso e com uma carreira incrível no cinema, não sabe o que ele passou para chegar aonde está. Se não fosse sua persistência e foco, talvez o ator, produtor, diretor e roteirista estadunidense não estaria no mundo dos famosos hoje. Mas tudo isso se deve, em grande parte, ao seu melhor amigo Butkus.

O filho de cabeleireiro e dançarina que promovia boxe para mulheres nasceu em Nova York, em um parto difícil, em que os obstetras precisaram de fórceps (instrumento cirúrgico para auxiliar no parto normal e facilitar a passagem do bebê pelo canal vaginal), porém o mau uso do aparelho resultou no corte de um nervo, deixando o lado esquerdo de Stallone paralisado. Mesmo com a fala afetada e o bullying no período escolar, Stallone viu sua carreira alavancar ao estrelar “The lords of Flatbush”, em 1974, depois de anos tentando sobreviver como ator.

Imagem 1 A historia de Sylvester Stallone e seu cachorro mostra que a amizade verdadeira vence qualquer problema

Direitos autorais: Reprodução Instagram / @officialslystallone

Debaixo dos músculos de Stallone, esconde-se um coração enorme. Quando estava começando a carreira de ator, tinha muitas dificuldades financeiras, e Butkus era seu único companheiro. As coisas estavam muito difíceis para o jovem, que começou a passar fome e a morar na rua, pois não tinha dinheiro para suas despesas básicas.

Em 2017, o ator compartilhou outra foto com Butkus, que rendeu mais de 100 mil curtidas. “Eu absolutamente amo fotos assim. Quando eu tinha 26 anos, totalmente falido, indo a lugar nenhum MUITO rápido, tinha duas calças que mal cabiam, sapatos furados e sonhos de sucesso eram tão distantes quanto o sol… Mas eu tinha meu cachorro BUTKUS, meu melhor amigo, meu confidente, que sempre ria das minhas piadas e aguentava meus humores, e era a única coisa viva que me amava por quem eu era!”, comentou ele com saudade.

Imagem 2 A historia de Sylvester Stallone e seu cachorro mostra que a amizade verdadeira vence qualquer problema

Direitos autorais: Reprodução Instagram / @officialslystallone

Sylvester Stallone estava cada dia pior, sem dinheiro, sem nada para comer, então teve que vender seu cachorro, o único companheiro, por apenas US$ 40 (em torno de R$ 250), em uma loja de bebidas. Foi um dos dias mais tristes de sua vida, mas não tinha outra opção, pois não tinha como alimentar Butkus.

Em uma de suas postagens no Instagram, em homenagem ao tão amado cachorro, Stallone contou sua versão: “Anos depois, quando as coisas ficaram ainda piores, tive que vendê-lo por US$ 40 na frente de uma loja 7-Eleven, porque não podia comprar comida, então, como um milagre moderno, o roteiro de ‘Rocky’ vendeu, e eu pude comprar ele de volta, mas o novo dono sabia que eu estava desesperado e me cobrou $ 15.000… Ele valia cada centavo!”

Imagem 3 A historia de Sylvester Stallone e seu cachorro mostra que a amizade verdadeira vence qualquer problema

Direitos autorais: Reprodução Instagram / @officialslystallone

O ator do primeiro filme “Rocky”, em 1976, conseguiu recuperar seu melhor amigo. Depois, Butkus estreou, ao lado de Stallone, nos dois primeiros filmes da série de Rocky Balboa, pela qual “Rocky” ganhou o “Oscar”. Após cinco anos do primeiro filme, em 1981, Butkus faleceu, deixando um grande vazio no peito do ator.

Mas mesmo após 41 anos, após tantas coisas que os amigos viveram juntos, Stallone nunca deixou de comentar e declarar seu amor por Butkus, e se tornou inesquecível, tanto para o dono quanto para os fãs de Stallone e Rocky Balboa.

0 %