A inutilidade da preocupação: preocupar-se é perder valiosos momentos

A vida diária nos oferece, a cada dia mais e mais, quantidades incontáveis de problemas. Não precisamos sair de casa para vermos a preocupação se instalando em nossas vidas.

Será que nosso filho vai passar de ano? Será que meu familiar vai se curar daquela doença? Será que o dinheiro vai chegar até o fim do mês? Será que o tal corrupto será preso?



Será…será…será…?

Para cada “será” há uma preocupação em proporção direta à necessidade que achamos que temos de resolvê-la. E assim, passamos a vida antecipando situações que não aconteceram e que não sabemos se vão acontecer. Pior ainda é quando a solução não depende de nós de forma alguma, o que, na maioria dos casos, ocorre.

(Pre)ocupar-se é ocupar-se de alguma coisa antes do tempo. É perder valiosos momentos, imaginando soluções para algo que, muitas vezes, nem sequer é um problema ainda.

Viver o hoje não significa desprezar as necessidades do amanhã. Não quer dizer que vamos viver como quem não tem futuro e pensa em deixar as águas rolarem para “ver no que vai dar”. Não é isso.


Viver o hoje é saber que vivemos o presente que, como o próprio nome diz, é um presente, é um dom. Por que jogaríamos fora um presente na expectativa de algo que ainda não se materializou, mas está somente no âmbito das ideias?

Preocupar-se é lotar o espaço de nossa mente com coisas que não aconteceram ainda em detrimento das que estão acontecendo. É viver de forma inconsciente, deixando as situações que estão ocorrendo sem atenção alguma.

Deixamos de curtir o filho, o amor da nossa vida, o lazer e até mesmo o trabalho para curtir uma imaginação. Deixamos a realidade para residir na hipótese.

Deixamos o agora para viver o depois e quando o depois se transformar em agora, passaremos a lamentar o passado. E, assim, nunca conseguimos vivenciar o momento presente.


É necessário nos mantermos focados para as decisões imediatas, deixando de lado o que não temos como resolver e deixando para amanhã o que não pode ser resolvido hoje.

A nossa preocupação não resolverá o que não podemos resolver. O que podemos resolver não nos causa preocupação. Logo, a preocupação é ilógica e inútil.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo:  123RF Imagens.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.