A lei do espelho: saiba interpretar e colocar em prática

Você já ouviu falar na lei do espelho? Sabe como essa teoria psicológica influencia seu modo de perceber os outros?

O primeiro passo para entendê-la é estar disposto a entrar em contato consigo mesmo, com seu eu interior, para descobrir qualidades e pontos de melhoria e, a partir dissotomar atitudes para explorar ou corrigir comportamentos.

E esse processo tem inúmeras vantagens. Ficou curioso sobre ele? Então, continue a leitura deste post. Nele, você vai descobrir o que é essa lei, aprender como interpretá-la e entender como ela pode ajudar na melhoria da qualidade dos seus relacionamentos interpessoais. Preparado para essa aventura? Tenha uma boa leitura!

O que é a lei do espelho?

A principal premissa da lei do espelho é que o que você vê em outras pessoas é, na verdade, um reflexo real daquilo que traz dentro de si mesmo. Em outras palavras, significa que a representação percebida naqueles que o cercam é amplamente influenciada pela bagagem (emocional e sentimental) acumulada em seu interior.

Imagine, então, alguém que o incomode bastante com determinada atitude. De acordo com essa lei, a semelhança entre você e esse indivíduo pode ser maior do que você imagina. Isso acontece porque o ser humano é um espelho e isso faz que o modo como julga os outros revele muito sobre ele mesmo.

As bases dessa teoria estão na psicologia e sugerem que o mundo exterior apenas reflete a própria personalidade do indivíduo. Nesse espelho, portanto, é possível observar qualidades, defeitos e outras características do próprio íntimo.

Sabe aquela primeira impressão negativa que se tem sobre alguém? Sem titubear, nos primeiros instantes de contato, é comum que se afirme: “não gostei de fulano” ou “meu santo não bateu com o de beltrano”. É a lei do espelho em ação. E o raciocínio é o mesmo em casos de admiração ou amor à primeira vista.

Vale ressaltar, então, que o ato de observar diz muito mais sobre o observador do que sobre o observado. A realidade pode ser compreendida de acordo com a perspectiva de cada um. Com isso, distorções equivocadas podem trazer julgamentos danosos e impedir a visualização dos fatos como eles realmente são.

Afinal, as pessoas que cruzam nosso caminho são parte fundamental da nossa vida. Por mais que, em alguns momentos, haja decepções, mentiras e surpresas desagradáveis, é preciso saber lidar com os conflitos no campo das ideias antes de externá-los por meio de reações precipitadas.

Vale a pena, então, deixar que os encontros amadureçam e que as percepções se tornem mais claras a partir da análise dos próprios sentimentos. Essa é melhor forma de garantir relacionamentos mais saudáveis e harmoniosos.


Como interpretá-la?

Segundo a psicanálise, criada a partir do pensamento freudiano, o indivíduo faz uso inconsciente da projeção como mecanismo de defesa. Isso quer dizer que, sem que se dê conta, ele projeta em outras pessoas o que não é aceitável para si — e isso inclui pensamentos, crenças e sentimentos.

Geralmente, isso acontece quando se experimentam situações que podem trazer à tona conflitos emocionais que se quer manter intocados. Dessa forma, o inconsciente cria uma rejeição e a transmite para a mente consciente ao projetar em terceiros as características que o indivíduo não quer ver em si mesmo.

É bem mais simples do que parece. Imagine, por exemplo, uma pessoa egoísta. Ela pode ter dificuldades de se enxergar como tal. Afinal, se ela se vir com tal defeito, deve escolher entre continuar com a característica, mesmo sabendo que ela é indesejável, ou buscar a mudança.

Assim, para garantir que a ameaça continue afastada, quando percebe qualquer sinal de egoísmo em um colega, essa atitude é automaticamente julgada e repelida. E não é só em relação aos defeitos que a projeção age.

A paixão imediata, por exemplo, reflete comportamentos de união e parceria. Se chegar ao ponto de uma confiança inexplicável, quer dizer que a intimidade e a própria realidade foram projetadas no companheiro.


Como ela pode ajudar no relacionamento interpessoal?

O propósito da lei do espelho é permitir que o indivíduo reconheça sua identidade, tenha consciência de seus pontos fortes e daqueles que requerem melhoria, enfrente seus defeitos e se responsabilize por eles. Dessa forma, é possível alcançar o desenvolvimento, aceitar-se exatamente como se é e parar de projetar nos outros os próprios sentimentos.

Como consequência, o respeito ao próximo deixa a caminhada mais harmoniosa e positiva. No entanto, é preciso aprender a amar e aceitar a si mesmo, antes de fazer isso com aqueles que compõem seu círculo social. Os julgamentos precipitados, com base no que parece defeito para quem julga, devem ser substituídos pela empatia.

É essencial, então, apostar no autoconhecimento. Por meio de exemplos comportamentais, vale a pena tentar refletir, ponderar e analisar a forma como você se coloca quando interage com amigos, familiares e colegas de trabalho.

Quais aspectos mais o incomodam? Quais provocam sua admiração? Depois, pode-se aprofundar o exercício: olhe para seu interior e busque encontrar as raízes de tais sentimentos. Elas estão lá, com certeza.

Ao final da tarefa, é possível ter um retrato de si mesmo, com aspectos que podem ser explorados e características sobre as quais é preciso refletir. Lembre-se de anotar as descobertas para não se esquecer de nada. Com base nelas, é possível escrever uma nova história para seu futuro. E o melhor: a caneta e o papel estão em suas mãos.

Interpretar adequadamente a lei do espelho permite ter um contato mais profundo com as pessoas, estimula a convivência pacífica e favorece a construção de relações duradouras. Somado a isso, há um aumento da confiança e da segurança nos posicionamentos porque ela ajuda a ter melhor entendimento daquilo que se carrega.

Entendeu como interpretar e colocar em prática a lei do espelho? Que tal começar a usá-la agora mesmo? Os benefícios são muitos e, com certeza, a transformação proporcionada por ela vale a pena o esforço que deve ser feito para incorporá-la.

Para que seus familiares e amigos também conheçam o poder que tem a lei do espelho, compartilhe este post em suas redes sociais!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: Rock Content



Deixe seu comentário