ComportamentoO SegredoPessoas inspiradoras

A linda história dos supermercados que esqueceram a concorrência para fazer algo admirável!

Infelizmente, estamos acostumados a unir “necessidades especiais” com “supermercados” (ou outros lugares comuns) e ver isso dando em descaso, omissão e esquecimento, não é?



Agora “escuta” só essa história!

Luciana Francez, mãe de um menino com necessidades especiais, foi a uma unidade dos Supermercados Pão de Açúcar em São Paulo e percebeu algo que não é comum de se ver: um carrinho que acolhesse o seu filho, deixando-o seguro e confortável.

historia-supermercados-1-2


No dia 15 de fevereiro, logo depois do ocorrido, ela resolveu ir à página do Facebook dos Supermercados Mambo fazer uma sugestão de compra para uma das unidades da rede.

Então, outra coisa rara foi vista nas redes sociais: as redes de supermercados se uniram, com humildade, em prol do respeito e da qualidade do consumidor, compartilhando os contatos dos fornecedores, propagando essa história linda e fazendo com que mais unidades e redes de supermercados também se interessassem no projeto dessa cadeira, que era única no país até então.

E foi assim que tudo começou…

historia-supermercados-1


Os Supermercados Mambo responderam ao pedido:

historia-supermercados-2

E foi aí que o inesperado aconteceu…

historia-supermercados-3


historia-supermercados-4

Depois que foi respondida, Luciana comentou:

“Obrigada por todo apoio que recebemos. Só assim este país vai pra frente, com cooperação e solidariedade.
Meu filho nem pode mais comer, só algumas papinhas pois por causa da evolução da doença dele teve que fazer uma gastrostomia…mas só de passear entre as gôndolas, ajudar a escolher frutas que ele conhece, ver pessoas…poder ser incluído num mundo onde ainda temos que aprender a apreciar as diferenças…foi simplesmente maravilhoso.


Que este ato de amor, de pensar no outro, possa se espalhar por todos os cantos deste país! Isto se chama EMPATIA e sem ela não podemos viver!”

Parabéns aos dois supermercados envolvidos! Por mais ações de empatia, solidariedade e colocar-se no lugar do outro. Esse tipo de atitude merece ser compartilhada e, acima de tudo, praticada!

E se fosse com você?

___________


Publicado Originalmente em: Tudo Interessante

Para que serve saber identificar abusadores?

Artigo Anterior

Se nada der certo, dance meu bem!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.