A mente se abriu. Mas o que colocar dentro dela?



No modismo da mente aberta, muita gente acha que pensa demais, e pensa mesmo! Mas em que você pensa?

Em pleno século XXI, com toda evolução global, encontramos pessoas arcaicas, perdidas sem rumo na vida. Sem saber o que fazer com toda essa evolução. Pensa tanto, que se perde de tanto pensar.

Eu fico aqui PENSANDO, em como o capitalismo deixa as pessoas perdidas (para não dizer cegas e sem noção). Não conseguem se encontrar em meio à tantas informações. Vivemos na maior época de opções, no ápice do avanço tecnológico e elas não sabem o que fazer com tudo isso.  Pensam tanto, mas não conseguem canalizar. É como um cano de água aberto na rua, água boa que se perde sem retorno.

Segundo a OMS, a depressão cresce no mundo, e o Brasil tem maior prevalência na América Latina e é o com maior prevalência de ansiedade no mundo.

“Até 2020, será a doença mais incapacitante do mundo”, diz OMS. Isso é gritante, pois as pessoas não sabem como fazer para escapar dessas doenças. Algumas têm síndrome do pensamento acelerado ou são obrigadas a acelerar os pensamentos por conta do trabalho. Essas pessoas correm um risco maior de ter ansiedade e depressão.

Duas vertentes de pensamentos levam à depressão: as que pensam demais e as que pensam de menos. Como isso? Parece confuso e é mesmo! Sabe por que? Porque falta EQUILÍBRIO!

Se não soubermos controlar nossos pensamentos, estaremos caminhando para o precipício. Pensamentos levam a ação, certo?  Se pensar de menos, abre espaço para o famoso ditado “mente vazia, oficina do….”. Se pensar coisas boas, terão atitudes boas e consequentemente coisas boas acontecerão. Mas se pensar coisas ruins, certamente colherá o pior.



Por isso devemos sempre ter pensamentos positivos, controlar o que falamos para não ouvir o que não queremos, ter consciência do que não nos cabe armazenar em nossa mente.

Não faça da sua mente um depósito de lixo. Exale amor, caridade, empatia, simpatia, gratidão. Esse é o melhor perfume que alguém pode exalar.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: ablozhka / 123RF Imagens






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.