4min. de leitura

A nossa realidade é aquela que escolhemos viver

Não devemos deixar que os questionamentos nos paralisem; a vida é para os que se dispõem a vivê-la.



A vida é um mix de acontecimentos e um turbilhão de sentimentos.

Por mais que tenhamos as coisas planejadas, no fim há sempre algo que falta ao nosso controle: um sonho adiado, um projeto no papel, um amor fracassado, perdido no esquecimento.

Engavetamos nossas frustrações lá no fundo e saímos a “curtir” a vida, como se fôssemos eternos, ainda que por um instante.

Mas num frame de segundo tudo pode mudar. O arrependimento é intrínseco ao nosso viver. Há situações que precisamos ponderar para não nos causar problemas futuros.


Mas não devemos deixar que os questionamentos nos paralisem; a vida é para os que se dispõem a vivê-la. Eu sei que você, assim como eu, tem medo de quebrar a cara, ferir-se de novo. Mas não há ganho sem risco. No pain, no gain. Passamos a maior parte de nossa vida engaiolados nas gaiolas que nós mesmos compramos. Abrimos a portinhola e entramos em casal, com a chave.

E assim vamos levando, apreciando a vida pelas frestas da gaiola dourada, achando que a estamos vendo como um todo. Ledo engano, vemos apenas uma parte dela, uma réstia e calor humano dados como alpiste diário.

O medo nos aprisionou lá dentro e nosso ego mentiu para nós, dizendo-nos que somos livres. Não somos. Todas as nossas decisões carregam histórias com vários gêneros: ação, comédia, suspense, terror, drama e romance. Seria estupendo se pudéssemos selecionar de acordo com nossa preferência a vida que queremos viver. Seria o Vivaflix. Já pensou que magnífico? Tudo cronometrado e, se não gostássemos, era só ir ao menu e mudar a configuração. Mas aí seria ficção, não realidade. A nossa realidade é aquela que escolhemos viver. Cabe a nós dosar com gestos e atitudes, e formando, à imagem do que almejamos, o roteiro que nos agradar mais.


Para isso, alguns personagens terão de continuar na próxima temporada e outros não renovarão o contrato de parceria com nossa vida. Novas parcerias serão feitas, novo roteiro diagramado, novo formato…

Olharemos para a nova temporada e diremos: uau, esta é a melhor de todas, ou sentiremos falta dos episódios anteriores? Qual será o episódio final? Bem, você já sabe, é o mesmo para todos nós. Só o cenário e os coprotagonistas mudam. Não podemos esquecer que a temporada pode ser cancelada a qualquer momento. Até agora, você gosta da temporada que está vivendo ou quer cancelar a assinatura?

Passamos a vida engolindo sentimentos: medo, desejo, ira, dor, dúvida, amor. Engolimos a seco o gole da alegria engarrafada, a que não é pura, mas serve.

E vamos vivendo de aparências, tudo em nome do desejo da felicidade plena. Mas, à noite, no nosso travesseiro, ao apagarmos a luz, o adulto volta a ser criança e, no quarto escuro, nada além de questionamentos, insegurança e medo. Animais noturnos rugem debaixo da cama e não ousamos olhar, senão eles nos devoram, eles sussurram. E se não der tempo?

 

Direitos autorais da imagem de capa: Thgusstavo Santana/Pexels.

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.