Família

“A parte mais difícil da maternidade é deixar que os filhos errem”, diz Jessica Alba

capa site A parte mais dificil da maternidade e deixar que os filhos errem diz Jessica Alba

A atriz falou abertamente sobre as principais dificuldades que tem encontrado na criação dos três filhos e como eles têm personalidades diferentes.

Quando os filhos nascem, as mudanças feitas no ambiente e na vida de cada um dos responsáveis podem ser notadas a quilômetros de distância. Esse processo de ser pai e mãe exige comprometimento, entrega e, principalmente, paciência. É o momento em que todos se dão conta de que não sabem absolutamente nada sobre como criar alguém, mas estão completamente dispostos a aprender dia após dia.

Quando sentem que aprenderam a lidar com aquela fase particular da criança, descobrem que outra ainda mais difícil está por vir, e assim sucessivamente. Observar o mundo ao seu redor, aprender a comer, a engatinhar, a andar, a correr, a brincar com outras crianças, a ler, a andar de bicicleta, etapas de desenvolvimento que só quem já viveu e vive sabe quão importantes são e como devemos valorizar cada uma delas.

Não importa em onde você more, em qual cultura esteja inserido, as fases são similares. Só não reconhece o valor e a dificuldade desses momentos quem não participa ativamente da criação dos filhos, e são essas mudanças que fazem com que as crianças formem uma boa base educacional, principalmente quando recebem apoio adequado dos pais e/ou responsáveis.

2 A parte mais dificil da maternidade e deixar que os filhos errem diz Jessica Alba

Direitos autorais: reprodução Instagram/ @jessicaalba

Os que acreditam que essas dificuldades acontecem apenas com pessoas anônimas, enganam-se. Recentemente, em entrevista ao podcast Raising Good Humans, a atriz de Hollywood, Jessica Alba, abriu o jogo sobre as dificuldades que tem encontrado na parentalidade. Mãe de Honor Marie, de 13 anos; Haven Garner, de 10; e Hayes Alba, 4, ela relatou que as mudanças hormonais da adolescência têm sido seu maior medo.

Aos 40 anos, a atriz, empresária e modelo, que coleciona em seu currículo grandes produções como “O quarteto fantástico”, “Dark angel” e “Sin city”, acredita que o principal problema que tem enfrentado nos últimos anos é permitir que os filhos errem e tirem lições de cada uma das falhas. Casada com Cash Warren desde 2008, o casal compartilha da mesma insegurança, principalmente quando percebe em quais momentos as dificuldades serão maiores antes mesmo que aconteçam.

Ter a consciência de que podem se machucar emocionalmente ou que vão errar e não poder intervir em suas ações, com o intuito de diminuir esses problemas, é um grande desafio. A atriz acredita que esses erros se transformam em verdadeiras lições e que é preciso permiti-los para que os filhos vivam de maneira plena todas as fases do crescimento.

Mesmo sentindo muita dificuldade em permitir tais falhas, Alba diz gostar que aconteçam, já que fazem com que os filhos – principalmente as meninas, que são mais velhas – aprendam a passar pelos desafios, enxergando também o outro lado da equação.

Independentemente da evolução materna que ela apresenta, é algo que sente necessidade de lutar diariamente, sabendo que, no fim, a lição será mais valiosa do que a intervenção dos pais.

Paralelamente a isso, como a atriz relata, cada uma das crianças tem o seu desenvolvimento, assim como necessidades a serem supridas, que nem sempre são iguais.

3 A parte mais dificil da maternidade e deixar que os filhos errem diz Jessica Alba

Direitos autorais: reprodução Instagram/ @jessicaalba

Alba explicou que as necessidades emocionais de Honor são completamente diferentes das de Haven. Enquanto a filha do meio está num momento de “mudanças hormonais”, a mais velha está entre esse estágio e o “despertar do eu”, momento em que vai passar a se concentrar mais no desenvolvimento pessoal e em descobrir a própria personalidade. Mesmo assim, as etapas em que estão são diferentes, o que requer que ela e o marido tenham sabedoria para lidar com determinadas questões.

Junto com a diferença de estágio evolutivo das filhas mais velhas, existe ainda a etapa de desenvolvimento do filho caçula, que aos 4 anos ainda sente necessidade intensa de brincar a todo momento, o que também requer atenção dos pais. Mesmo em meio a esses dilemas, a atriz pontuou os problemas de maneira animada, mostrando que continua disposta a mergulhar na criação dos filhos.

0 %