A paz está em você. Bem no centro, no silêncio, no seu silêncio interior



A paz está em você. Não há nada de misterioso ou secreto. Bem no centro, no silêncio, no seu silêncio interior, na sua câmara interna.  Bem aí, neste lugar interno, está pulsando a sua Centelha Divina. Ela contém todos os códigos, ela conhece o percurso de ida e o caminho de volta para o Todo. Está tudo em você, todas as respostas!

Só cabe a você silenciar a sua mente e permitir-se seguir a respiração, é ela que O conduzirá de modo simples e natural pelo caminho. Este caminho passa por quatro portais, eles são:

Compaixão – Humildade – Amor – Gratidão

O processo é simples e não depende de esforço mental, pelo contrário, é um processo de entrega e sintonia. Uma vez que se abre este canal, há um desdobramento a partir da inspiração da sua própria Essência. Ela é a sua Centelha Divina. E o que faz uma Centelha Divina? Ela se doa sem parar!

Vivemos em um mundo de dualidade e você pode escolher se estará conectado com a sua Essência, ou com o seu ego. Na dualidade dois sentimentos não ocupam o mesmo espaço. Quanto maior a identificação com o ego, maior o sofrimento porque ele nunca se satisfaz.

O universo físico é uma manifestação dos seus pensamentos e sentimentos. Assim como você pensa e sente, assim é a sua realidade.

Você é 100% responsável por criar o seu universo físico, portanto, ajuste o que está dentro de você e a realidade manifestará esta mudança na mesma proporção.

Abençoe tudo e todos em sua vida, tudo que aconteceu foi motivo para você chegar até aqui, esse foi o seu aprendizado. Todas as situações que enfrentamos estão ali para confirmar o que acreditamos sobre nós mesmos em algum nível, consciente ou não, portanto quanto mais você se respeitar se considerar, se perdoar e se amar, mais você será respeitado, considerado, amado. Simples assim!



O Amor sempre triunfa na entrega, na Paz.

Ao seguirmos a nossa respiração, nós nos conectamos com o Todo através da Centelha Divina e é ela que nos conduz pelo caminho de volta. Fora da dualidade a dúvida desaparece. A Paz nos permite testemunhar o mundo fora da dualidade, mais e mais. Estamos no mundo, mas não somos dele. Assim discernimos o que é real do que é ilusório.

Podemos então atravessar o portal da Compaixão, da Humildade, do Amor e da Gratidão e verdadeiramente acessarmos o local do silêncio…

Silêncio… silêncio… silêncio…


Direitos autorais da imagem de capa: wall.alphacoders / 602218






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.