A prática do exemplo é a melhor forma de aprendizado



Existe um grande ensinamento que diz: “Não faça aos outros aquilo que não queres que façam a você”. A isto chamaram de “A regra dourada”.

Este artigo tem a intenção de chamar a atenção dos queridos leitores para esta forma tão eficiente de aprendizado e as lições que podemos aprender a partir do exemplo, do exemplo de outras pessoas e também do nosso próprio exemplo e quais são os efeitos destes exemplos nas vidas de outras pessoas.

Podemos usar como referência alguns dos exemplos mais fortes que a humanidade já presenciou para repassar ensinamentos em grande escala e que tiveram efeitos fortíssimos na humanidade a nível global.

Como primeiro exemplo posso citar o divino mestre Jesus que trouxe a mensagem do amor, da humildade, da tolerância, do perdão, da caridade, enfim tudo que ele ensinou, ensinou de várias formas, através dos seus sermões, de suas curas e, principalmente, através de seu exemplo de vida.

Jesus ensinou e praticou tudo que ele ensinou, por melhor que fosse um bom orador, um bom professor, se ele não tivesse praticado, dado o exemplo de tudo que ensinava, ele não conseguiria atingir a humanidade como todos nós sabemos que atingiu.

Buda, Sidarta Gautama da mesma forma, ensinou e exemplificou com a sua vida e também era um exemplo vivo daquilo que ensinava… e só assim conseguiu atingir profundamente a humanidade com seus sábios ensinamentos.

Também muitos outros mestres e mestras assim procederam e conseguiram transformar outros seres humanos, despertando-os para a Sabedoria profunda que os conduz no caminho da evolução, sempre usando o exemplo de si mesmos.

A velha forma do “faça o que eu ensino, mas não faça o que eu faço”, não funciona e nunca funcionará, portanto, ninguém pode exigir do outro aquilo que ele mesmo não pratica.

Não se consegue ensinar sobre amor praticando e exemplificando o ódio na própria vida, ensinar sobre perdão e guardar mágoas no coração.

Se queremos ser tratados com educação, temos que ser educados com os outros, se queremos que tenham tolerância conosco, temos que ter tolerância com os outros e assim é para todos os tipos de procedimentos que desejamos que tenham conosco, temos também que ser um exemplo, um bom exemplo para os outros.



Existe um grande ensinamento que diz: “Não faça aos outros aquilo que não queres que façam a você”, a isto chamaram de “a regra dourada” e foi ensinado tanto por Jesus como por Buda, de tal forma devemos fazer aos outros aquilo que queremos que façam conosco. Se queremos ser tratados amorosamente, compreensivamente, temos que tratar as outras pessoas desta mesma forma.

Como se diz, palavras podem até convencer, porém exemplos arrastam as pessoas.

Nada tem mais força, poder de convencimento maior do que um ensinamento comprovado pelo exemplo daquele que ensina, porque não há como negar um exemplo de vida ele é simplesmente autêntico, não deixa margem de dúvidas.

Sejamos autênticos e façamos aos outros assim como queremos para nós mesmos. Através do exemplo de quem somos, nós atraímos aquilo que queremos e como queremos ser tratados pelo mundo, pela humanidade, por nossos semelhantes.

Sejam felizes e reflitam com sabedoria nos exemplos de vida dos grandes mestres e mestras do passado e do presente da humanidade.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: photobyphotoboy / 123RF Imagens






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.