AmorO SegredoRelacionamentos

A saudade estrondeante

a saudade estrondeante

…É o silêncio que faz o maior barulho dentro de nós.

Fazia tempo que eu não sentia essa coisa que vem, pega, derruba e destrói. Parece que tomei um porre ontem – Daqueles que você só consegue lembrar do primeiro gole. O dia não passa e tudo me lembra aquela história . Eu me seguro para não pegar o telefone e assumir que não tenho orgulho e nem dignidade.

Eu queria ligar pra ele e dizer que hoje lembrei daqueles dias de verão e daquelas bebidas frozen que ele tanto gostava. Queria dizer que entendo que andei um pouco errada e que todos os erros foram tentativas de acerto em trazer ele de volta – Mas que isso não anula os erros dele e agora isso pouco importa. Queria dizer que entendo que a paixão acaba e que às vezes o amor nem acontece. E que a gente pode tentar e não dar certo – Que ele não tem culpa – Nem eu – Mas que somos responsáveis pelas pessoas que cativamos e precisamos ter cuidado com todo processo do fim. Queria explicar que a raiva não anula o amor. Que a mágoa não anula o passado. E que o presente não anula o que o outro significa pra gente, mesmo que isso não signifique mais tanta coisa assim. Queria pedir desculpas pela ultima conversa e chamar ele para tomar uma cerveja com gosto de domingo a tarde. Dizer sobre minhas viagens e saber qual o próximo destino que ele vai desbravar. Queria falar do emprego que perdi e não fez a menor falta. E falar do seriado que eu comecei a assistir e que me lembra como poderíamos manter uma amizade que transformamos irônicamente em n-a-d-a. Eu queria dizer que lamento pelo nosso futuro perdido e que não tenho lamentos pelos bons momentos que passamos juntos. Que torço pela felicidade dele e que ele tem tudo para ser realmente feliz – Se manter as coisas bregas guardadas na gaveta. Queria dizer tantas coisas ao invés de deixar isso passar…

…Mas não posso.

Dia desses bati o telefone na cara dele por não entender que tudo tem dois lados e o lado dele quis seguir sem o meu. Por não aceitar as mentiras e desculpas tortas que ele me deu e que me fizeram acreditar em tudo até o ultimo instante. E ele, por fim, não entendeu que a mágoa que ele causou fez um estrago tão grande a ponto de tudo no mundo parecer ser de mentira – Inclusive o resto que sobrou de nós. Esse mesmo resto que ninguém precisa para seguir em frente.

Antes era amor. Um dia virou vazio. Ontem parecia um porre. Hoje é só saudade. E só. É como se fosse um sentimento mudo – Desses silêncios que fazem o maior barulho dentro de nós.

 

___

Escrito por Fernanda Giocondo – Via Obvious