A sorte que você não tem: quem realmente quer corre atrás, faz e consegue

4min. de leitura

Já existe aquele ditado: “Enquanto uns choram, outros vendem lenços.”



A única coisa que cai do céu é chuva, e mesmo assim precisa de um processo. Não há sorte sem dedicação, nem que seja mínima.

Até para ganhar na loteria é preciso, pelo menos, jogar. Não existe progresso sem ação.

De vítimas a protagonistas

As pessoas se utilizam da cultura vitimista, à qual se acostumam, para justificar suas insatisfações. Tudo é culpa do outro: do chefe, da economia, da crise, do governo, da “falta de sorte”… Enquanto não mudarmos a cultura de vitimistas para protagonistas, não mudaremos nossa história.


Tudo depende de nós. Se não gostamos do emprego, o problema não é o emprego, o problema somos nós que não servimos para ele. Façamos nossa parte, vamos em busca do nosso lugar, do lugar que nos cabe, onde nos encontraremos e viveremos nosso propósito.

Se não temos uma vida financeira satisfatória, não reclamemos, imitemos pessoas que, apesar da crise, estão decolando (pois elas existem). Já existe aquele ditado: “Enquanto uns choram, outros vendem lenços.”

Oportunidades sempre existiram e sempre existirão, resta-nos saber se estaremos em silêncio para ouvi-las nos chamar ou para nos lamentar.


Quem realmente quer corre atrás, faz e consegue. Quem realmente quer procura possibilidades, e as encontra, porque não está focado, mirando o problema. Não estou dizendo que é sempre fácil, mas é possível. Aprenda a olhar para seus talentos, descobrir habilidades e definir o que realmente quer. A maioria das pessoas insatisfeitas não sabem nem sequer o que desejam. Como correr atrás do vento?

As pessoas se acostumaram a se acomodar, ficar na zona de conforto (que de confortável não tem nada), não fazem nada para mudar a própria realidade, só reclamam.

Reclamar nunca solucionou nada

A fonte da sua “falta de sorte” está na preguiça de fazer um curso e se qualificar, em todos os momentos em que você se deitou e assistiu a um programa qualquer no lugar de ler um bom livro. Está no seu contágio social, quando você escolhe estar com pessoas que não lhe acrescentam nada. Está em evitar olhar para dentro de si a fim de se conhecer e entender o que realmente importa nesta vida para que corra atrás disso. A solução dos seus problemas está na decisão que você não toma, na sua falta de ação.

Falta muito pouco para o ano acabar e este é sempre um tempo de reflexão. O que você fez da sua vida neste ano? Quanto evoluiu? Quanto atingiu ou se aproximou de suas metas? O ano passou muito rápido. A vida é assim, a gente pisca e não está mais aqui…

Não espere chegar ao fim da vida para descobrir que você apenas existiu.

 

Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF Imagens.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.