A sua inteligência ajuda ou atrapalha na busca do amor?

Há uma classe de mulheres cada vez mais em destaque. São mulheres autoconfiantes, realizadas profissionalmente e bastante inteligentes. Dentro dessa classe, aquelas que ainda não encontraram o relacionamento ideal, a inteligência pode agir como uma faca de dois gumes.

Eu sempre peço para as mulheres uma lista de requisitos para a pessoa certa e vejo inteligência como um dos itens mais desejados no outro. E por que não? Inteligência é o que garante que aquela pessoa comente o filme que você adora. Também é o que faz o outro dar opiniões interessantes sobre restaurantes, viagens e atualidades. É um show à parte na mesa de bar, com os amigos. Quem resiste àquela pessoa que sempre parece ter uma coisa incrível para compartilhar? Adoramos pessoas inteligentes!

Como disse antes, a inteligência tem uma característica positiva, um lado bom que nos estimula a aproveitar mais a vida. Mas nem sempre! Para muitas mulheres, a inteligência pode atuar como uma inimiga muda e implacável. Um ingrediente que distancia e impede um relacionamento de acontecer. Você já se perguntou como ela está interferindo na sua vida?

Algumas mulheres são como heroínas no filme de sua própria vida. Conquistam seu próprio espaço no mercado de trabalho, lidam bem com os filhos, a ex-sogra, os vizinhos. São ótimas companhias para os amigos e sempre sabem a coisa certa para dizer. Na hora de procurar um par, porém, o que as torna assim tão maravilhosas acaba por prejudicá-las.

Mas como isso é possível? Imagine a seguinte situação. Você acaba de voltar para casa de um dia difícil, mas produtivo. Está cansada, e a cama nunca pareceu tão atraente. Depois de atender a esse chamado irresistível e deitar-se, você pensa naquela pessoa que acabou de conhecer.

E tudo começa bem. Aliás, começa muito bem. Você lembra dos olhos dele, da voz macia, do calor de seu abraço. Aquele sorrisinho involuntário vai se formando nos cantos de sua boca. Então você olha para o céu da imaginação e ele se carrega de nuvens. E delas chovem as dúvidas. Será que ele vai gostar mesmo de você? Será que o fato de torcerem para times de futebol diferentes pode afastá-los um dia? E na hora de ter filhos… Poderia ele ser um bom pai?

Ei! De onde saiu tudo isso? E por que de uma hora para outra? Nossas inseguranças e dúvidas dormem ao lado de nosso travesseiro, e elas costumam ter o sono leve. É natural que você se surpreenda pensando no futuro, fazendo questionamentos, tentando avaliar a situação. O que não é legal é você se deixar dominar por todos esses receios.

Mulheres inteligentes costumam ser fortes. A derrota nos faz crescer, mas a vitória também sabe ensinar. Você pode ter aprendido a fazer muita coisa, inclusive a se virar sozinha. No entanto, você nunca vai deixar de ser frágil. Sim, fragil! Somo seres vulneráveis e convido você a encarar suas falhas e vulnerabilidades abertamente. Talvez esteja na hora de reconhecer as suas fraquezas mais secretas, talvez seja a hora de perceber que, às vezes, sua inteligência lógica possa estar te afastando dos seus sonhos mais lindos.

Sabe qual é o ponto mais positivo ao duvidar da sua inteligência? É que você não estará sozinha nesse processo e encontrará muitas parceiras. Estamos todas mais abertas aos nossos medos, estamos juntas aprendendo que vestir uma armadura pode ser muito impressionante em um campo de batalha, mas na vida real, nos afasta de nós mesmas.

 

 

5555A Life Coach Miria Kutcher é autora dos programas de coaching “Pronta para o Amor” e “A Roda do Sucesso”. Seu trabalho pode ser visto no site www.miriakutcher.com.br

Eterna estudiosa da alma e dos desejos humanos, Miria Kutcher aprendeu programação neurolinguística, EFT (sigla em inglês para Técnicas de Libertação Emocional), Coach e Espiritualidade com mestres de renome nos EUA – como Alina Frank, Bobbi Gemma e John Gray (autor de Homens são de Marte, Mulheres são de Vênus, Editado no Brasil pela Editora Rocco). Estudou PNL pensando em ouvir melhor às clientes do seu SPA e poder ajudá-las em seu cotidiano. Brasileira radicada nos EUA, atualmente faz sessões de Coaching individuais e em grupo, presenciais e online.



Deixe seu comentário