3min. de leitura

A velhice não deve incomodar! Estamos aqui para trocar experiências e afeto, para refinar e lapidar nossa vivência

Não se incomode com os cabelos brancos, com a pele enrugada e mãos desgastadas com o cotidiano. São marcas de uso, marcas de que um dia algo de grandioso foi feito.

Nascemos, crescemos, vivemos, morremos. Somos condicionados ao envelhecimento, à máxima de que um dia envelheceremos. Ansiamos pelo mais… pelo crescer e amadurecer bem. Queremos constantemente acrescentar algo que “falta” em nossas vidas.


Enquanto crianças, desejamos os 18 anos e planejamos direitinho tudo que queremos: carta de motorista, curso universitário (o que muitas vezes inclui a tão sonhada mudança de cidade), namoro sério.

Posteriormente, sonha-se com o noivado, seguido do casamento com festa, filhos, guinada na carreira aliada à remuneração boa o suficiente para manter confortável padrão de vida.

Almejamos que o traçar de nossas vidas saia perfeito, tudo dentro do enredo.

Entretanto, depois de tudo encaixado, o que mais nos resta planejar? O que mais pretendemos para nossas vidas e familiares?

Muitos, muitos mesmo, planejam propósitos e destinos, em oposição aos demais que aguardam a velhice chegar. E quando ela chega, aguardam os anos passarem.


Oras, se estamos aqui, neste mundo e integrando este espaço, algum importante motivo há. Ainda que não tenhamos o mesmo entusiasmo, força, rigidez nos ossos… ainda que a cabeça falhe nas memórias ou no nome daquele grande amigo que não vemos há anos, que a visão esteja turva ou fraca… ainda assim estamos aqui por algo, para somar conhecimentos e distribuir sentimentos. Para trocar experiências e afeto. Para refinar e lapidar sua vivência.

Nada é por acaso, tudo é planejado para que o aqui não seja uma passagem em vão. As mudanças são constantes e diariamente experimentamos o novo em nossas vidas.

E quando a velhice chega os planos podem mudar. Mas não esqueçamos que a sabedoria será maior, bem como nítida a maneira que melhor resolvemos problemas e provações. A velhice faz parte da vida, é o caminho planejado do sucesso.


Não se incomode com os cabelos brancos, com a pele enrugada e mãos desgastadas com o cotidiano. São marcas de uso, marcas de que um dia algo de grandioso foi feito!

Gabe-se por chegar até aqui e trazer uma passagem de vida fabulosa! Tudo que fez e ainda faz é extraordinário!

Viver intensamente é o mais gratificante que temos; contemplar a velhice deve ser o mais prazeroso acontecimento de nossas vidas. Não se incomode com a velhice: viva a velhice e celebre a vida!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF Imagens.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.