publicidade

A vida é uma dança de cadeiras, então respeite o próximo, porque o próximo pode ser você

A vida é uma dança de cadeiras, às vezes, sentado; às vezes de pé, então respeite o próximo, porque o próximo pode ser você. 

Tanto se fala em compaixão e empatia nos dias atuais e tão pouco se vive isso. Quando finalmente entendermos que estamos, sim, todos conectados, viveremos melhor esse conceito de empatia e vamos parar com essa besteira de querer competir o tempo todo.



Quem tem mais dinheiro, quem tem poder, que é o mais bonito ou bonita, quem tem mais seguidores, mais curtidas, será que vocês não percebem que quando o Ego fala, sua alma se cala e sua essência de dissipa, nesse mar de amargura, por achar que a vida do outro é sempre melhor?

O sucesso e a felicidade alheia não são empecilhos para que nós também sejamos felizes e bem-sucedidos.

Experimente torcer pelos outros, experimente admirar sem sentir inveja, experimente contribuir, e compartilhar coisas boas, experimente não se comparar a ninguém, mas sim celebrar a exclusividade de ser você. Experimente ser melhor e incentivar os outros a serem melhores também.

Quando parar de desejar que o outro caia, sua ascensão será mais rápida. Faça o teste e veja como sua vida mudará. O sol nasce para todos, e ver alguém crescendo e se dando bem na vida, só significa que você pode também.


Vemos o destino final, mas não sabemos como foi a jornada de ninguém, então, antes de julgar, deveríamos calçar os sapatos alheios.

Por isso eu lhe digo: experimente viver, partindo do princípio de que o que não queremos para nós, não faremos aos outros, porque todos somos um. 


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: andersonrise / 123RF Imagens


Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.