Animais

Abandonada à beira da estrada, com sua casinha, cadela de 9 anos resiste às dificuldades e é salva

Pebbles foi tratada com o maior descaso por seus antigos donos, inclusive abandonada dentro de sua casinha, provavelmente por ser velha demais.



O abandono animal é uma questão urgente que envolve saúde pública e ética. Não podemos naturalizar que cães e gatos vivam nas ruas, em completa solidão, sofrendo com a fome, a falta de teto e com doenças. É necessário que todos os cidadãos enfrentem essa questão como um problema seu, buscando de todas as formas ajudar.

É claro que muitas pessoas não podem adotar animais. Algumas passam o dia inteiro fora, outras possuem um espaço muito pequeno onde moram, são inúmeros os fatores que podem impossibilitar a adoção.

Mas isso não significa que está tudo perdido, existem outras formas de ajudar, como ligar para os abrigos próximos sempre que vir um animal na rua, oferecer alimento para os que têm fome ou mesmo doar uma quantia em dinheiro para quem faz dessa sua motivação.


Muitos abrigos também precisam de voluntários, e são várias áreas, como transporte, acolhimento, lar temporário ou apenas para ajudar no cuidado dos bichinhos algumas vezes na semana. É esse apoio e integração dos cidadãos que fazem com que milhares de animais sejam resgatados todos os dias, meses, anos a fio, salvando vidas.

Foi isso o que aconteceu com Pebbles, uma pit bull de 9 anos, abandonada junto com sua casa à beira de uma estrada. A área localizada na Califórnia (Estados Unidos) era completamente remota, como explica o site The Dodo, e cercada por fazendas. Uma cadela estava presa dentro da casa, ainda muito agitada e nervosa, sozinha, esperando que alguém passasse.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Santa Cruz County Animal Shelter.

A casa salmão era impossível de não ser notada por quem quer que passasse pela região e, por sorte, um morador local acabou cruzando o caminho de Pebbles, uma pit bull tigrada. Preocupado se teria algum animal ali dentro, ele imediatamente chamou as autoridades, e o policial levou-a para o Abrigo de Animais do Condado de Santa Cruz (SCCAS).


Em alguns lugares, é possível rastrear os donos dos animais através da tecnologia de microchip, mas essa é uma realidade que nem sempre os voluntários e protetores dos animais podem contar. No caso de Pebbles, os funcionários descobriram que o antigo dono da cadela a havia abandonado cerca de um ano antes, quando ficou sem ter onde morar.

Os voluntários e protetores que trabalham no abrigo lutaram para oferecer as melhores condições de vida à Pebbles, que se revelou uma linda e doce cadela. Inúmeras pessoas que têm contato com ela a elogiam, abordando principalmente sua personalidade muito calma.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Santa Cruz County Animal Shelter.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Santa Cruz County Animal Shelter.


O Abrigo de Animais que resgatou Pebbles usou a ocasião para fazer um apelo à sociedade, pedindo que os bichos não sejam mais descartados dessa forma. Eles recebem os animais de portas abertas, e ainda explicaram que não costumam fazer perguntas de nenhum tipo a quem chega lá, apenas desejam que eles não passem por nenhum sofrimento desnecessário.

Marido abre mão de tudo para cuidar de esposa em estado vegetativo: “Nunca pensei em desistir”

Artigo Anterior

Pai viúvo, que morou na rua com filho após ficar desempregado, recebeu doações e propostas de trabalho

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.