ColunistasReflexão

Abra o coração para novas e boas histórias. Remova seus “calos da alma”…

Quantos de nós já não tivemos calos?



Calos nas mãos nos pés, eles aparecem por esforços repetitivos pelo atrito de um material mais duro que a nossa pele.

Uma das maneiras de remover os calos é lixando, cortando ou dependendo do calo, num especialista.

Mas existe outro tipo de calo, mais difícil de remover, é aquele que criamos no coração, na alma.


Frustrações, mágoas, desilusões causam verdadeiros calos emocionais em nossas vidas.

A falta de perdão e o orgulho também são causadores de calos.

Tais calos nos sufocam, viram feridas. E por uma reação natural, acabamos ferindo as pessoas mais próximas, isso porque estamos feridos.

Os calos emocionais contidos em nossos corações nos fazem ouvir vozes de desânimo, “você é horrível” – “ninguém te suporta” – “você é uma pessoa difícil de lidar”- entre outras mentiras usadas pelos “calos”.


Eles realmente nos incomodam, mais para tudo tem uma solução!

A solução está em  conectar-se com o todo, liberar o perdão, aceitar que não podemos mais acertar o passado. Essa conexão, que pode ser através da meditação ou de afirmações positivas, permite que sejam removidos todos os calos, deixando o coração plenamente limpo e renovado.

A renovação pode ocorrer todos os dias, se você assim quiser. Busque dentro de você as respostas. Renovar-se não é desfazer-se de todos os sentimentos, é reciclar a alma, sacudir a poeira daquilo que não nos acrescenta mais.

Abra o coração para novas e boas histórias, remova seus “calos da alma”, e então verá que sem os calos sua vida se tornará mais alegre, mais próspera e mais atraente, terá mais qualidade de vida.


Não deixe se apagar tudo que te faz sorrir, brilhar, iluminar, e se encantar.

Tulio Miotti

____________

Direitos autorais da imagem de capa: olegdudko / 123RF Imagens


Em sua simplicidade, ela é completa, mas poucos conseguem desvendar seus mistérios…

Artigo Anterior

Nem todo amor converter-se em namoro…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.