ColunistasReflexão

Abraçando com força o privilégio da vida!

Abraçando com força o privilégio da vida

“Descobri que não há nada melhor para o homem do que ser feliz e praticar o bem enquanto vive” (Eclesiastes 3:12)



Já conheceu aquelas pessoas tão intensas ao transmitir carinho, que esmagam, apertam, abraçam forte, taxadas por transmitir um “amor ogro”?

A palavra filipina Gigil descreve exatamente isso: a vontade irresistível de apertar alguém muito querido ou amado.

Essas pessoas quando amam, demonstram assim seu amor, sua paixão.


Algumas animações cinematográficas até retrataram esse amor na figura de crianças dóceis e que eram bem intensas ao demonstrar seu amor e seu carinho por algo.

Para muitos, o dom da vida é mais uma prisão. Estão acorrentadas em um estilo de vida depressivo, negativo, vivem em descontentamento, simplesmente estão cegos para a maravilha que é viver.

A ironia disto tudo é que  aqueles que estão em leitos de hospitais, que possuem limitações e problemas grandes, reais, estão abraçando com força a vida, enquanto outros estão vendo a vida passar e perdendo o melhor, que é viver.

Já observou que os abraços inesquecíveis que já ganhamos, não foram aqueles abraços de qualquer jeito, foram aqueles abraços que você consegue até sentir o coração da pessoa. Nunca recebeu um desses?


Comece então a praticá-lo, mas acima de tudo, comece a abraçar bem forte o gosto por viver, cada detalhe, a família, o trabalho. Seja cheio de gratidão, de otimismo e inspire-se em Jesus.

O abraço forte que Deus deixou a toda a criação, foi naquela cruz que permanece manchada de sangue, e tamanho amor e intensidade foi, que ecoa pelos séculos. Ele entregou tudo, entregou sua vida, para que você abrace bem forte a sua.

“Ele mesmo levou em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, a fim de que morrêssemos para os pecados e vivêssemos para a justiça; por suas feridas vocês foram curados.” (1 Pedro 2:24)

Deus abençoe!


Uma xícara de café e duas de fé!

_____________

Direitos autorais da imagem de capa: oneinchpunch / 123RF Imagens


A vida só muda, quando você muda! Você é causa, e a vida é consequência.

Artigo Anterior

Autorresponsabilidade: o que você vive é mérito seu!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.