publicidade

Aceitação e gratidão: pilares da lei da atração!

Enquanto terapeuta, gosto de trabalhar com uma pergunta muito simples: QUEM É VOCÊ?



As respostas mais frequentes são:

“Meu nome é …”.

“Sou um homem / uma mulher …”

“Sou um(a) filho(a)…”


Podemos perceber que nenhuma delas responde de fato à questão: nome, gênero ou adjetivos são apenas aspectos transitórios do ser.

Essa é uma pergunta existencial e que demanda uma profunda investigação, que pode fazer com que enxerguemos melhor os sentidos de nossas vidas.

A lei da atração se manifesta em um contexto existencial, onde não há apenas cinco sentidos, onde cada ser é um universo inteiro de realidades.


É muito comum ouvirmos que somos cocriadores de nossa própria realidade. Mas também é muito usual esquecermo-nos  ou até mesmo duvidarmos disso. Para assumirmos nosso real poder enquanto cocriadores, é fundamental transcendermos crenças e paradigmas limitantes que há muito estão arraigados tanto em nosso inconsciente pessoal como no coletivo.

Enquanto tarólogo, costumo explicar que o futuro não é fixo, pois, como cocriamos nossa própria realidade, a partir do momento que acessamos o futuro e expandimos nossa compreensão sobre ele, nossa consciência tem o livre-arbítrio para remodelá-lo. Isso nada mais é do que uma visão quântica multidimensional sobre a lei da atração.

Recentemente, uma pessoa me procurou para a leitura de tarô. Ela queria saber sobre seu casamento. Embora aquela relação conjugal lhe trouxesse muito sofrimento, ela não aceitava seu fim e achava injusto tudo o que estava vivendo. Ao lhe dizer que o futuro não é fixo, ela se agarrou nisso para justificar para si mesma  que haveria algum modo de “salvar” seu casamento.

Esse é um ótimo exemplo sobre a lei da atração: por vezes preferimos nos fazer de cegos diante de algo que está diante de nossos olhos. E aí colocamos toda nossa energia para obter algo que não é o que nosso coração, de fato, deseja, fixando-nos em uma ilusão.

A pessoa do exemplo acima viveu um trauma no passado: seu noivo, de uma relação anterior, não compareceu ao casamento. Desde então, a dor do abandono tornou-se cada vez mais presente em sua vida. Ela passou a não se sentir amada, a achar que o universo não era justo com ela. Não temos o direito de julgar quem quer que seja, mas ao nos vitimizarmos, nós nos enfraquecemos, baixamos nossa vibração.

Gratidão é o atributo que mais eleva nossa vibração. É a verdadeira chave para a lei da atração, pois é o reconhecimento de que somos um com o universo. E não há gratidão verdadeira sem aceitação.

Sempre é importante frisar que aceitação não é sinônimo de inércia. Aceitar é acolher, com a consciência de que tudo o que nos acontece nos proporciona aprendizados. A consciência de que faço o que deve ser feito, e recebo os frutos no tempo certo, é extremamente libertadora.

Colocar foco é expressar o desejo do coração para o universo. Pense em um refletor de luz: ele joga o  foco, a luz se concentra em um determinado ponto, mas vai se expandindo em relação ao espaço. O foco é como uma conversa íntima com o universo, dizendo para ele o que nosso coração deseja e confiando que aquilo já é uma realidade. O problema é que, muitas vezes, não confiamos, de fato, e criamos expectativas temporais e ansiedade para a materialização de nossos desejos.

A ansiedade funciona em uma chave de não-aceitação, de não reconhecimento de que tudo tem seu tempo. Ansiedade é a distorção dos anseios de nossa alma, é forçar o futuro. E quando forçamos, todo o processo da lei da atração congela, porque não-aceitação é falta de confiança no universo. E se não confiamos no universo, não confiamos em nosso poder enquanto cocriadores.

Aceitando que tudo o que nos acontece, mesmo as situações que nos trazem dor, têm algum propósito maior de amor, de evolução, abrimos espaço para que a lei da atração flua com maior naturalidade.

E o comprometimento com o autoconhecimento não é uma obrigação, mas uma questão de honra e gratidão à vida.

Adriano Rizk

__________

Direitos autorais da imagem de capa: petarpaunchev / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.