ColunistasComportamentoReflexão

Aceitar: uma atitude de equilíbrio!

Segundo o dicionário de língua portuguesa, o verbo aceitar significa consentir em receber (o que é dado ou oferecido), ou, ainda estar de acordo ou conformar-se com algo ou alguma coisa.



Costumo usar bastante a palavra “aceitar” em meus atendimentos clínicos, pois longe de ter uma conotação negativa – de apatia, ou de espera em que as coisas “caiam do céu”- trabalho com o significado de fluidez.

Como alguém que contempla as águas correntes de um rio. Ao se observar o movimento das águas, notasse a existência de uma força que faz que com que o rio se movimente – a correnteza.

E, à medida que uma pequena fonte atinge a superfície dando origem a um novo curso d’água está já se entrega a correnteza, pois está é a sua lei natural de existência, para que sua história de vida seja concluída – sem dificuldades ou traumas.


E, assim, tudo que ali adentra essas águas, como pessoas a atravessar suas margens, animais, gravetos ou folhas de árvores, todos se adaptam a sua lei, ao seu movimento.  Em nada tentam mudar a correnteza (ou a lei do rio), apenas deixam que este flua livremente ao redor de seus corpos, e seguem a cumprir seu objetivo primeiro e maior que é o atravessá-lo e/ou percorrê-lo.

E se é assim, tão simples de entender as leis que regem as voluptuosas águas de um rio, porque na vida queremos que os princípios se adaptem as nossas vontades e objetivos?!

E, por que nas relações interpessoais seria diferente?

Aceitar determinada situação em nossa vida deveria ser igual ao fluir de um rio.


Deveríamos nos adaptar aquelas situações momentaneamente impostas pela vida, e fluir juntamente com as mudanças acarretadas por fatores que não podemos controlar. Geralmente, é apenas um momento, não uma vida inteira.

Sair da zona de conforto também pode ser bom. Não é o fim, é apenas um período de aprendizado.

Receba essas ocasiões como presentes ofertados a você. Aceite as novas lições que lhe são apresentadas (são para sua evolução pessoal). E, certamente, trarão coisas muito melhores a sua vida.

Aceitar não é uma questão de fraqueza, mas de inteligência. É se manter em harmonia, em equilíbrio com a pessoa que você é, suas crenças e seus valores. De nada adianta lutar com moinhos de vento, será perda de tempo e energia.


Então se conforme com as coisas que você não pode modificar. Flua por entre as dificuldades, elas passarão. E lute com todas as suas forças por todas as outras coisas e situações que só dependem de você.

E se eu tivesse dito que o(a) amava?

Artigo Anterior

Lugar de passado é onde você quiser!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.