4min. de leitura

Aceite-se, apoie-se, ame-se incondicionalmente! Esse é o seu papel nessa vida!

A nossa vida é como uma casa. A forma como você cuida da sua casa é a maneira como você cuida da sua vida. Se a sua casa é desorganizada, provavelmente, sua vida esteja na mesma situação. 


Essa é uma analogia bem interessante, tendo até um livro escrito a este respeito: Enquanto o amor não vem, de Iyanla Vanzant. Recomendo a leitura deste livro, pois é transformador e me ajudou numa determinada época da minha vida.

A vida que você leva está 100% relacionada com o seu eu interior. Tudo o que acontece no seu interior acaba sendo exteriorizado, ou seja, se você está bem o seu exterior estará bem, sua casa estará bem arrumada, as pessoas sentirão prazer de estar perto de você, a vida fluirá como as águas de um rio que correm para desaguar no oceano.

Mas, se o seu interior está mal, sua casa estará bagunçada, as pessoas queridas se afastarão e a vida não fluirá.


Como é possível atingir o nível de consciência para que a vida flua naturalmente sem que seja necessário preocupar-se com o que não deu certo agora? 

Quando se atinge a plenitude, a paz de espírito, a consciência de que as coisas acontecem no momento que têm que acontecer, a vida passa a ter um sentido pleno de harmonia, de amor, de paz incondicional.

Seguem alguns pontos importantes para auxiliar a mudar seu estado de consciência atual para um estado mental pleno:

1. Honre o que você sente: o que sentimos no nosso íntimo é o que existe de mais certo a ser feito. No nosso interior temos as respostas para tudo.



2. Respeite-se: para respeitar os demais é preciso respeitar a si mesmo, antes de tudo. Não aceite nada menos do que você realmente mereça. Lembre-se que você pode ser e ter tudo o que desejar.


3. Apoie-se: para você apoiar outras pessoas, é preciso apoiar-se antes. A forma como você se trata deve ser de extremo amor para consigo mesmo.


4. Ame-se: amor-próprio não é egoísmo. Amar-se é necessário para que você cumpra o maior dos mandamentos que é o de amar o próximo.


Todas as experiências vividas até agora serviram para lhe fortalecer. Então, use-as a seu favor. Para cada experiência, processe uma mudança.

Mudar é bom e necessário. Mudar é uma decisão que deve partir de você, porque ninguém consegue mudar uma pessoa, a não ser ela mesma mediante a sua vontade.

Mudando você estará contribuindo com o seu crescimento espiritual, pessoal, profissional e conseguirá ajudar pessoas que enxergarão a sua evolução e almejarão chegar no patamar que você alcançou.

Use suas experiências, as boas e as ruins e una com as informações que você aprendeu e possui hoje para fazer as coisas de uma maneira diferente e melhor para você.

O seu papel nessa vida é aprender a gostar de si mesmo incondicionalmente. Somente assim poderá ajudar e gostar de outras pessoas.  Aceite-se, apoie-se, ame-se!

Quando você aprender a se aceitar, apoiar e amar verá que um novo mundo se revelará porque você estará com um novo olhar para o mesmo mundo.


Direitos autorais da imagem de capa: pixabay / Y-Photography-1871454





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.