publicidade

Acordar todas as manhãs: o momento mais difícil para as pessoas com depressão

A depressão é única para cada pessoa, mas existem alguns fatores que se repetem em todos os casos e são uma verdadeira expressão da condição.



Um desses fatores é a batalha que começa todas as manhãs, quando chega a hora de se levantar da cama e começar o dia.

Os sintomas da depressão parecem se agravar ainda mais com o começo de um novo dia. As pessoas que convivem com essa condição sentem-se extremamente exaustas, sem forças e energia para sair da cama, pois além de terem que lutar contra si mesmas para seguirem suas vidas, elas também precisam lidar com a ignorância de muitos que estão ao seu redor.

Existe uma grande quantidade de pessoas que não acreditam que a depressão seja, de fato, uma doença. Na maioria das vezes, os sintomas de condições como a depressão e a ansiedade são internos, a dor chega primeiro na alma, para depois ser refletida no corpo, por isso muitos não conseguem compreender ou aceitar a seriedade da condição.

Quando uma pessoa sofre de depressão e convive com essa tensão diária ao levantar-se pela manhã, ela pode ser seriamente mal interpretada. Pode ouvir que isso é frescura, falta de vergonha na cara, ouvir que é folgada e vive inventando desculpas para não assumir as próprias responsabilidades.


A sociedade, ignorante em relação à doença, ainda se recusa a assumir que uma pessoa possa realmente chegar nesse estado.

As pessoas que convivem com a depressão sentem que perderam o controle das próprias vidas. Em muitos dias, apenas existir é difícil demais e elas se veem completamente incapazes de realizar as tarefas mais simples, como tomar um banho ou fazer a própria comida.

Os seus dias já começam com uma grande pressão, parecem estar sempre cercadas de julgamento e incompreensão. É realmente muito difícil viver nessa realidade, e é por isso que essas pessoas precisam de muita atenção, carinho e cuidado daqueles que estão ao seu redor e fazem parte de suas vidas.


Abaixo mostramos algumas orientações que podem ajudar a diminuir os efeitos da dificuldade matinal das pessoas com depressão.

  • Fazer terapia, seja comportamental, cognitiva ou interpessoal é uma ótima maneira de conectar a si mesmo novamente e, pouco a pouco, tratar todos os sintomas da depressão.
  • Visitar o médico para descobrir quais desequilíbrios no organismo podem estar acontecendo e iniciar uma nova rotina, com hábitos alimentares e atividades físicas que ajudem a se sentir mais energizado e disposto todas as manhãs.
  • Estar perto de pessoas que saibam oferecer positividade, apoio e amor. Seja um familiar, um amigo ou um parceiro romântico, saber que existe alguém que estará sempre pronto para nos oferecer uma palavra de amor e incentivo é um grande impulso de motivação em nossas vidas.
  • Organizar a própria rotina com calma e definir a obrigação de se levantar da cama para comer e se exercitar, porque é assim que o cérebro se prepara para um dia ativo.
  • Definir uma atividade para ser praticada todos os dias: meditação é uma ótima escolha. Apenas 20 minutos diários de desconexão com o mundo e valorização de si mesmo podem ajudar uma pessoa a se conhecer melhor e administrar suas próprias emoções, o que a leva a uma paz interior e motivação para enfrentar um novo dia com mais confiança.

O período da manhã é sempre um grande desafio para aqueles que muitas vezes não sabem o porquê de estarem vivos por mais um dia, mas sempre há esperanças de um novo dia melhor.

Esperamos que essas dicas possam ajudar de alguma maneira a todos os que enfrentam uma guerra interna, a cada novo dia.



Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: Katarzyna Białasiewicz/123RF Imagens.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.