AmorAutoconfiança

Acredite no poder do amor

Já ouvi falar várias vezes que não é possível amar alguém sem amar a si mesmo. A baixa autoestima faz com que as pessoas se sintam carentes, o que não atrai coisas boas. A carência traz sofrimento para a própria pessoa e para outros que fazem parte da sua vida. Afinal, o que significa a carência? Significa que eu quero amor, carinho, atenção… E normalmente uma pessoa carente não tem abundância de amor no coração para doar, não é verdade?



Antes de conhecer o meu bem eu estava fazendo vários rituais para atrair um amor. Escutei muitas vezes a canção “Piú bella cosa”, de Eros Ramazzotti, tentando acreditar no amor. Ouvir esta canção ajudava a mudar a minha energia, eu me sentia muito feliz! Também escutei algumas vezes o CD de Louise Hay sobre autoestima e coloquei vários cartazes na parede do meu quarto com mensagens que tratavam do tema. Fiz um ritual para o meu anjo da guarda, rezei para ele e acendi velas. Certo dia tive um “insight”: eu tenho valor, apesar das minhas falhas, dos meus defeitos. Não importa se certas pessoas não conseguiram enxergar as minhas qualidades. Que importância tem a opinião dos outros se as pessoas enxergam a realidade através de “lentes”? E é claro que estas “lentes” (crenças, preconceitos etc..) podem fazer com que certas pessoas enxerguem o mundo e os outros de forma distorcida. Depois que tive este “insight” eu rezei, pedindo para encontrar alguém que eu amasse e que este amor fosse correspondido. Na minha oração, eu disse a Deus: “Não quero mais sofrer e também não quero fazer ninguém sofrer. Quero amar, quero fazer alguém feliz!” Depois disso não demorou muito para que eu conhecesse o meu amor.

Lembrei-me da linda oração de São Francisco de Assis: “Ó, Mestre, fazei com que eu procure mais consolar que ser consolado, compreender que ser compreendido, amar do que ser amado…” Acredito que este é o caminho! “The secret of love is in opening up yor heart./ Its ok to feel afraid, /but dont let that stand in your way, / cause anyone knows that love is the only road…” (trecho da canção “Secret O Life”, de James Taylor) *

Eu também me lembrei de um lindo livro que trata do poder do amor, “O filho de mil homens”, de Valter Hugo Mãe. É a história de Crisóstomo, um homem simples que, chegando aos quarenta anos, lida com a tristeza de não ter tido um filho. O desejo de ser pai o leva a adotar um adolescente e o amor que Crisóstomo tem no coração atrai mais amor para a sua vida. Ele conhece uma mulher e outras pessoas tornam-se seus amigos, formando uma grande família. Lindo, não? Esta é uma visão romântica das coisas? Talvez. Quem disse que o amor é fácil? Mas se eu sou uma romântica, aquela frase do seriado Arquivo X serve para mim como uma luva: “Eu quero acreditar!”


* “O segredo do amor está em abrir o seu coração. / Está ok sentir medo, / mas não deixe que isto fique no seu caminho / porque todo mundo sabe que o amor é o único caminho…” (“O segredo da vida”, canção de James Taylor)

Por  Patricia Marques Barros

Como é difícil perdoar

Artigo Anterior

Ame os problemas!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.