3min. de leitura

Admiro as pessoas que sonham alto e que não deixam quaisquer insignificâncias atrapalharem seus planos

Admiro as pessoas que sonham alto e que não deixam quaisquer insignificâncias atrapalharem seus planos. Admiro aqueles que lavam a alma e não deixam que qualquer lágrima desperdice quem tanto ama.  



Não é tão fácil, mas o que realmente é fácil é ter medos petulantes, desculpas pobres e fraquezas inexistentes.

Um dia me disseram que a zona de conforto é como estar sentado em um sofá em cima de uma mola estourada, toda vez que tentarmos nos mexer a mola vai nos machucar e, para não doer, ficamos parados ali por uma infinidade de tempo.

É mais fácil desperdiçar talvez a chance de sua vida, que demorou vidas para encontrar o brilho do olhar novamente. Talvez até uma questão de trilhar um caminho que já existiu em algum lugar do passado, talvez uma questão de amor e espiritualidade.


Sim, quando achamos o amor da nossa vida, acredito que há algo além disso, que ao menos responda os princípios de tanto amor pelo desconhecido que aparece na janela. 

Mas, mesmo assim, você deságua nos seus próprios devaneios e desvia o caminho que poderia chegar ao louvor da evolução e cumplicidade, muitas vezes por medo do “e se”.

Vamos desperdiçar as chances de viver, de amar e até nos obrigar a esquecer para não sofrer, para quê afinal?

Dizem por aí que a dor é inevitável, então estamos empatados. Precisamos ter fé, meu caro amigo. Espiritualidade envolve muitas coisas, pena que algumas pessoas se esquecem do amor.
Amor esse que faz seu sangue pulsar, sem ele nada teria sentido. Não é só o amor por alguém, mas pela vida, pela família, trabalho, amigos e também pelo príncipe.


Amar está longe da negatividade e do impulso do mais fácil. Sábios os que unem o útil ao agradável. Quero dizer, o amor da vida pela chance de trilhar ao lado de alguém que também a ame.

Eu sou assim, enquanto existir em meu peito, lutarei contra as minhas próprias provações e dar-me-ei a oportunidade de amar, amar e apenas amar.

Não espere um “tenho medo de mim”, espere um “sou maior que meu medo”.

Errar é comum, aceitável, mas há erros que podem nunca ser reparados, pense nisso!


Direitos autorais da imagem de capa: wallhere.com / 35342

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

* Matéria atualizada em 12/09/2018 às 6:29






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.