publicidade

Adolescente vende o próprio cabelo para comprar tanque de oxigênio para o avô com covid

Jovem de 16 anos se desespera com a situação do avô e decide vender o cabelo para custear a compra de um cilindro de oxigênio.



Uma das principais características do coronavírus é sua agressividade com o sistema respiratório. Caso o paciente se infecte e o caso evolua para a forma mais grave, ele pode ter falta de ar, dificuldade para se locomover, chegando até a ser internado, precisando da ajuda de máquinas para respirar minimamente bem. Para que essa pessoa respire, ela precisa de um cilindro de oxigênio, um dos bens mais preciosos na atualidade.

Quando os hospitais lotam, muitas vezes, os médicos indicam que alguns pacientes retornem para casa, mesmo que estejam com a doença. Isso aconteceu com o avô de Ana Paola Romero, uma jovem de 16 anos, que deu o que mais gostava em si mesma para ajudar seu avô a ficar vivo.

Residente de Toluca, no México, a adolescente divide seus dias com sua família, principalmente seus avós, Santa e Jesús.

Em dezembro, a jovem percebeu que muitos familiares começaram a apresentar os sintomas da covid, foi um surto familiar. Ela fez o teste no local de trabalho e descobriu que também tinha contraído a doença.

A partir de então, todos começaram a apresentar os sintomas. Ana Paola apresentou apenas alguns sintomas pontuais, nada muito grave, mas começou a se preocupar com o estado de saúde de seu avô, Jesús, de 68 anos, que passou a apresentar a forma mais grave da doença. No hospital, orientaram o idoso a voltar para casa e pediram que sua família monitorasse sua oxigenação, que não pode ficar abaixo de 90.


Direitos autorais: reprodução/Milenio.

Em entrevista ao site Milenio, a garota conta que percebeu que todos começaram a ficar preocupados, porque a oxigenação do avô estava piorando e a família precisaria comprar um cilindro de oxigênio.

Ana Paola não pensou duas vezes, pediu que a irmã tirasse uma foto dela para que pudesse anunciar nas suas redes sociais que estava vendendo o próprio cabelo.


Na postagem, ela disse que precisava ajudar na compra do cilindro de oxigênio para seu avô, por isso estava vendendo os cabelos.

Como toda jovem, Ana gostava dos longos fios, eram parte de sua vaidade. Ela conta que tinha mais de 70 centímetros de fios, os quais eram cuidados exclusivamente com produtos artesanais feitos por sua mãe.

No dia 3 de janeiro, Ana foi ao salão Fascino Metepec, para mudar radicalmente seu visual. No início, o processo de desapego causou dor, ela se sentiu diferente e estranha, mas depois começou a perceber que sua atitude era mais nobre do que qualquer aparência que ela pudesse ter.

A adolescente recebeu 2.500 pesos pelo cabelo, e passou toda a quantia para sua tia custear o cilindro de oxigênio. O valor não foi suficiente, mas serviu para cobrir quase 50% do custo total.

Segundo Ana, o menor cilindro custa 5.700 pesos, e dura apenas um dia. Sua família gastou mais de 40 mil pesos com os cuidados médicos, oxigênio e consultas, o que fez com que contraísse dívidas. Ela conta que o avô ainda está em uma situação delicada, isso porque ele já possui diabetes e precisa de um concentrador de oxigênio, além de um tanque com maior capacidade.

Mesmo assim, Jesús prefere ficar em casa, ao lado da esposa Santa, que também está infectada. É um momento delicado para a família, mas eles continuam persistentes e tentando ajudar o avô da maneira como conseguem.

Uma parte bonita das impressões de Ana Paola é a de que seu avô adora dançar. Antes da pandemia e de contrair o vírus, ele sempre a convidava para sair e dançar. Por vergonha, a garota nunca foi. Hoje ela conta que não pensaria duas vezes, e quando ele melhorar, ela fará questão de sair para dançar com seu avô.

O que achou deste belo exemplo?

Compartilhe esta história com seus amigos!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.