Notícias

Advogada tenta apartar briga de casal e acaba morta na frente de casa no RS

Foto: Redes sociais
Advogada tenta apartar briga de casal e acaba morta na frente de casa no RS

Uma mulher de 28 anos foi morta enquanto tentava apartar uma briga em Bagé (RS), na madrugada de domingo (26).

Segundo informações da televisão local, o suspeito, de 26 anos, foi detido em flagrante e levado para um presídio estadual.

O crime ocorreu na avenida Marechal Floriano, depois que um casal começou a discutir na frente da casa da advogada Ana Laura Borralho Borba. Incomodadas com a situação, ela e outras três pessoas tentaram interromper a briga, de acordo com a RBS TV.

O homem envolvido no caso, que não teve a identidade divulgada, teria desaprovado a intromissão e partido para cima do grupo. Foi neste momento que, conforme registrado pelo boletim de ocorrência, Ana Laura entrou em casa e retornou com um revólver de calibre .38. Durante a confusão, no entanto, o homem envolvido na briga teria conseguido desarmar a advogada.

Advogada tenta apartar briga de casal e acaba morta na frente de casa no RS 3

Direitos autorais: Reprodução/ Facebook

Com a arma de fogo em mãos, o homem disparou cinco tiros contra o grupo. Um dos projéteis atingiu Ana Laura, que morreu no local. Após a tragédia, o suspeito foi preso em flagrante e o caso foi encaminhado para a Deam (Delegacia da Mulher de Bagé).

“Nós estamos com o inquérito instaurado, aguardamos laudos periciais, estamos ouvindo pessoas em cartório neste momento. Teremos dez dias para concluir este inquérito, já que o investigado está preso.”, disse a delegada Daniela Barbosa de Borba.

Em depoimento, Daniela ainda deixou claro que Ana Laura foi morta enquanto “tentava ajudar uma vítima de violência doméstica”. Nesse sentido, a delegada informou que a Deam vai “dar continuidade à investigação da violência doméstica que deu início à tragédia que resultou na morte da jovem”.

Diante do ocorrido, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subseção Bagé emitiu um comunicado oficial em seu Facebook, manifestando “o mais profundo sentimento de consternação” pela morte de Ana Laura. Na nota, a subseção afirma que a advogada “sucumbiu no cumprimento do seu dever de cidadã em defesa de uma mulher vítima de violência doméstica”, classificando o ocorrido como uma “perda irreparável para toda a sociedade”.

Advogada tenta apartar briga de casal e acaba morta na frente de casa no RS 2

Direitos autorais: Reprodução/ Facebook

De acordo com a Deam, a defesa do homem indiciado pelo crime será acompanhada pela Defensoria Pública de Bagé.