4min. de leitura

Alecrim pode aumentar a memória em 75%, de acordo com cientistas

O alecrim é uma erva originária das encostas ensolaradas da região mediterrânica. Seu nome científico, rosmarinus, significa “orvalho do mar” e representa o forte aroma da erva quando cresce em liberdade. Além do uso como tempero, também possui usos medicinais, além de ser usado em casamentos e também em funerais. Antigamente, as pessoas que sofriam de luto colocavam alecrim nos túmulos, como um presente para seus amados falecimentos.


Ao que parece, a tradição do uso do alecrim pode ter surgido no mundo árabe na época medieval. Um livro de 1578 de Henry Lyte chamado “Niewe Herball”, diz que “Os árabes e seus sucessores das Físicas, dizem que o Alecrim conforta o cérebro, a memória e os sentidos internos, e que restabelece a fala, especialmente a conservação das flores, com Açúcar, para serem usadas diariamente”.

Muitas pessoas, seguindo a tradição, também colocavam o alecrim sob suas fronhas ou deixavam-no perto de suas camas, porque acreditavam que os protegiam de pesadelos, e também faziam bem para a memória.

A relação entre alecrim e memória estabelecida há anos atrás foi provada por diversos científicos.

Um estudo de 2003, realizado por Moss, Cook, Wesnes e Duckett validou o óleo de alecrim na aromaterapia como agente de promoção de a clareza mental. No estudo, a inalação de óleo essencial de alecrim foi fundamental para aumentar o desempenho da memória de participantes do estudo.


Outro estudo, de 2012, focado em pessoas mais velhas, mostrou melhorias significativas no desempenho cognitivo dessas pessoas quando ingeriam doses de pó de folha de alecrim seco.

Além da melhora cognitiva, o alecrim também pode influenciar o humor através do composto 1,8-cineole, foi o que mostrou um estudo realizado por Mark Moss e Lorraine Oliver na Northumbria University.


Pode ser um pouco difícil de entender que apenas um aroma possa nos trazer tantos benefícios, mas as plantas realmente possuem um poder incrível sob nossa saúde. Veja o que diz uma citação de um dos artigos científicos referenciados:

“Os compostos voláteis (por exemplo, terpenos) podem entrar na corrente sanguínea através da mucosa nasal ou pulmonar. Os terpenos são pequenas moléculas orgânicas que podem facilmente atravessar a barreira hematoencefálica e, portanto, podem ter efeitos diretos no cérebro, atuando em locais receptores ou sistemas enzimáticos.”

Outra citação de um estudo sobre o assunto: 

“Os terpenos são componentes primários dos óleos essenciais e muitas vezes são cheirosos, responsáveis ​​por uma variedade diversificada de aromas naturais. Verificou-se também que 1,8-cineol entra na corrente sanguínea de mamíferos após inalação ou ingestão.”

Você já conhecia esse benefício do alecrim? Ele pode contribuir muito nossa saúde!

Pra quem você recomendaria esse incrível benefício para a memória? Marque a pessoa abaixo!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: Angel Luis Simon Martin / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.