Notícias

Além do veganismo: o que diferencia o Jove atual da versão de 1990?

Fioto: Reprodução
Jove

O personagem Joventino, popularmente conhecido pelo apelido Jove e originalmente interpretado por Marcos Winter, cativou telespectadores durante a transmissão original da Rede Manchete em 1990.

Líder de audiência, o protagonista da segunda fase da trama exibiu seu desencontro cultural com o pai e a cultura pantaneira em meio a uma adaptação na área rural marcada por sua paixão por Juma Marruá.

Na nova versão, atualmente exibida pela TV Globo na faixa de novelas das 21h, o personagem foi incorporado por Jesuíta Barbosa, além de contar com adaptações de Bruno Luperi no roteiro original, chamando atenção a diferenças de comportamento entre o primeiro Jove e o do remake — algumas delas, enaltecidas por internautas em vídeos comparativos usando imagens resgatadas da transmissão original.

fator que mais chamou atenção do novo Jove foi o veganismo, assumido ao pai José Leôncio durante um convite para comer durante um churrasco de família.

Na versão original, o garoto aceita o prato e é repreendido ao sentar-se de pernas unidas, sinal visto como uma “ausência de masculinidade” pelos pantaneiros presentes.

Já na nova versão, foi adicionado no roteiro uma explicação pela qual o rapaz não come alimentos de origem animal, justificando a crueldade animal. Contudo, este não foi o único fator diferente do personagem em relação a versão de 1990.

Diferenças do Jove

A própria aparência de Joventino não foi reproduzida na íntegra; no corpo de Marcos Winter, o jovem fazia questão de se apresentar de maneira mais engomada, com ondas de cabelo lisas e camisas sociais.

No corpo de Jesuíta, Jove tem cabelos ondulados despojados, além de abusar de camisetas estampadas, coloridas e de manga curta.

Respostas

As respostas da primeira versão também eram mais ácidas, tanto por parte de Jove, quanto pelo pai José Leôncio. Na primeira versão, por exemplo, ao ser perguntado sobre o que fazia antes de visitar o pai, se descreveu como “vagabundo por vocação”, o irritando.

Da mesma forma, o pantaneiro pressionava o filho com comentários homofóbicos devido a seu comportamento sensível — fator que foi cortado da nova versão. Por conta da decisão, outra marcante característica do personagem fica de fora no remake.

Em uma das cenas originais, Jove esbanja deboche ao ser acusado por uma ex-namorada de ser “uma bicha louca”, como afirmou o jornal DCI.

Ao confrontá-la, tira sarro da situação e confirmava que era, saindo da cena em passos lentos, rebolando o quadril, como uma forma de apontar que era afeminado.

0 %