4min. de leitura

Algumas dúvidas que podem sinalizar o buscador que existe dentro de você

Você sabe o que é um buscador?

Aos 8 acreditava em extraterrestres.


Aos 12 se perguntava: “Por que nesta família?”.

Aos 15 abolia a igreja católica.

Aos 16 acreditava em espíritos.


Aos 18 se indignava com as injustiças.

Aos 22 frequentava a gnose.


Aos 25 fazia meditação e yoga.

Aos 30 vestiu o feminismo.

Aos 35, descrente, mergulhou nos livros.

Aos 40 decretou-se ateu.

À primeira vista, você poderia dizer que uma pessoa que fizesse o caminho acima seria um perdido na vida. Uma pessoa sem rumo, por demonstrar estar buscando algo, sem encontrar. Até o final do artigo, mostrar-lhe-ei o contrário.

Um dia eu tive um desconforto tão grande em uma área da minha vida que todo o resto ficou sem sentido.

Leia logo abaixo algumas dúvidas que podem sinalizar o buscador que existe dentro de você.

  1. Por que nasci neste país?
  2. Por que vim exatamente nesta família, se combino mais com a família do meu amigo?
  3. Por que escolhi este parceiro?
  4. Por que eu sinto esse aperto no peito?
  5. Por que estou sempre descontente?
  6. Por que justo eu fiquei doente?
  7. Por que fui injustiçado?
  8. Por que fui traído?
  9. Por que meu filho é assim?
  10. Por que eu?
  11. Por que sempre quero mais?

E assim, em várias fases da vida eu senti um aperto no peito, uma dúvida sobre o real sentido de tudo, e me questionei se tudo isso não seria uma grande invenção da mente humana.

E em cada momento, a dúvida se apresentava com uma roupagem diferente. Entretanto, em certo momento, tive um insight e minha história começou a fazer sentido. Uma passagem interessante foi ver uma foto da minha falecida sogra comigo atrás, tirada catorze anos antes de conhecer meu marido. Eu conhecia as irmãs dele na faculdade, mas nem sonhava que ele pudesse existir, e muito menos que viríamos a nos casar algum dia. Mas tinha a intuição de que se tivesse uma filha o nome dela seria Victória, nome da avó paterna e cidade que morei no Canadá.

Por isso, caso você tenha passado por algum dos questionamentos acima, está tudo bem. É a centelha divina sussurrando dentro de você.

O mais divertido é quando você percebe que passa pelas “mesmas” dificuldades de anos atrás, mas agora tira de letra. Isso significa que evoluiu, andou, deu um passo, voltou, mudou, errou, procurou, saiu do lugar.

Isso significa que você é um buscador. Use a razão, a intuição e a espiritualidade, juntos.

E assim como a mariposa busca a claridade, nós caminhamos em direção à luz, um degrau por dia, um dia de cada vez.


Direitos autorais da imagem de capa: Roberto Nickson (@g) on Unsplash





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.