Amor

alguns fatos importantes sobre o amor. O último é muito importante!

Um dos temas mais recorrentes da vida cotidiana das pessoas é o Amor. Seja ele correspondido, impossível ou perdido, a vida cotidiana gira em torno dele.



Todos nós necessitamos ser e sentirmos amados. Não somente o amor romântico mas, também, o amor comprometido, que se importa com o outro independentemente da circunstância ou contexto. Seja em momentos alegres ou em momentos mais difíceis.

Mostramos abaixo algumas fotos que nos remetem à pergunta: “O que é o Amor?”

 


1. As relações monogâmicas existem em todo o reino animal.

160

O ser humano não é o único animal que tende a ser fiel. Outros animais também passam sua vida com um único companheiro(a), por exemplo, lobos, abutres, cisnes são alguns deles.

 


2. Somente precisamos de 4 minutos para saber se gostamos de

alguém ou não.

238

Formamos a imagem de alguém nos primeiros minutos que a vemos. Sua linguagem corporal, tom e velocidade de fala influenciam mais do que você imagina no que tange a causar empatia.


 

3. Quando duas pessoas apaixonadas olham nos olhos um do outro,

suas frequências cardíacas tendem a se sincronizarem.

327


Foi comprovado que casais apaixonados conseguem sincronizar, inconscientemente, suas frequências cardíacas um com a do outro. Gestos corporais e comportamentos também são sincronizados em um nível inconsciente.

 

4. Apaixonar-se tem um efeito neurológico similar ao consumo de

cocaína.


423

Apaixonar-se causa um processo neurológico similar ao uso de cocaína. A liberação de um neurotransmissor chamado dopamina causa a sensação de euforia.

 

5. Abraços são anestésicos naturais.


517

Uma substância chamada oxitocina (Hormônio do Amor) é liberada na corrente sanguínea durante gestos de carinho como um abraço. Tal substância é altamente ligada à formulação de laços emocionais benéficos entre pessoas. Também é associada à diminuição de dores de cabeça e outros efeitos anestésicos.

 

6. Olhar a foto de uma pessoa muito querida pode aliviar dores


físicas.

617

É demonstrado que passar um tempo com uma pessoa querida pode diminuir dores físicas. O mesmo acontece quando olhamos a foto de uma pessoa amada.

 


7. Para relações a longo prazo, as pessoas tendem a ter preferência

mais por um rosto atraente do que por um corpo atraente.

1117

Quando se busca uma aventura amorosa o corpo de uma pessoa tem um peso significativo na decisão. Porém, o contrário ocorre quando buscamos uma relação duradoura com alguém.

 

8. As pessoas que estão demasiadamente apaixonadas possuem

similaridades fisiológicas e químicas a pessoas com TOC.

1016

Pesquisas demonstram que pessoas que estão nos primeiros estágios de um processo de apaixonar-se apresentam menores níveis de um neurotransmissor chamado serotonina (associado com a sensação de bem estar e felicidade) e níveis mais altos de cortisol, associado ao estresse. Este comportamento bioquímico é muito similar ao de pessoas com TOC (Transtorno Obssessivo Compulsivo).

 

9. Um coração machucado não é uma metáfora.

916

Muitas pesquisas já comprovaram que depois de uma perda traumática de alguém querido pode-se ter dores físicas reais na região do coração do coração. Esta condição é conhecida como ‘Síndrome do Coração Machucado’. Tal condição pode apresentar sintomas similares a um enfarto e tende afetar mais às mulheres.

 

10.Grande similaridade, por vezes, não levam a uma relação

duradoura.

816

Estudos nos dizem que pessoas muito similares ou muito diferentes não conseguem manter relações muito duradouras.

 

11. Pessoas com grau de atratividade semelhantes têm mais

propensões a terminarem juntos.

715

Muitas investigações psicológicas e sociais indicam que há um padrão em como nós escolhemos nossos pares. Segundo as investigações, as pessoas se sentem mais atraídas por pessoas que compartilham um nível de atratividade física ou que são socialmente desejáveis. Nos casais em que um tem uma maior atração física, geralmente, a outra pessoa compensa isso com outras qualidades socialmente desejáveis.

 

12. Andar de mãos dadas pode aliviar o estresse.

1216

Os casais que possuem uma conexão profunda podem aliviar, de forma significativa, suas situações de estresse simplesmente dando as mãos um ao outro.

 

13. A sensação de “Borboletas no Estômago” é causada pela

liberação de adrenalina na corrente sanguínea.

1314

A sensação de “Borboletas no Estômago” que sentimos quando estamos apaixonados por alguém é causada pela liberação de adrenalina na corrente sanguínea .

 

14. As pupilas dilatadas mostram sua atração por alguém e também

te torna mais atraente.

1412

Quando olhamos um ser querido ou um objeto altamente desejável nossas pupilas se dilatam devido a alterações fisiológicas e químicas em nosso cérebro. Ao mesmo tempo permite que fiquemos mais alertas e percebamos melhores os detalhes de certos contextos.

 

15. O amor somente romântico eventualmente termina … e se torna

um amor comprometido.

1510

Os casais que se encontram no início de uma relação romântica serão muito diferentes um ano depois. Estima-se que o amor romântico (que está ligado à euforia, à dependência, mãos suadas e ‘borboletas no estômago’) somente duram um ano aproximadamente.. Depois disso começa a fase do amor comprometido. A transição está ligada a níveis  de uma proteína chamada neurotrofina que são elevados em casais recém apaixonados.

 

16. Paixão + Intimidade + Compromisso = Amor Perfeito.

1610

Não preciso comentar que esta definição  é perfeita.

 

17. Somente o Amor Importa

179

Um estudo realizado por um grupo de pesquisadores de Harvard demonstrou que o amor é, realmente, tudo o que importa. As experiências de toda a vida dos participantes revelaram que a felicidade e a vida giravam em torno da realização do amor ou, simplesmente, da busca do amor.

Conheça o cabeleireiro que corta o cabelo dos moradores de rua nos seus dias de folga.

Artigo Anterior

10 coisas que pode fazer hoje para simplificar a sua vida

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.