publicidade

Alguns relacionamentos merecem sua dedicação, outros não.

O fato é que os relacionamentos são complicados, e tomar a decisão de ficar ou partir é uma das escolhas mais difíceis que somos convidados a fazer.

É importante entender que existem muitos tipos diferentes de amor, e nem todos eles contribuem para uma relação e vida saudável e equilibrada.



E existem certos tipos de amor que não valem a sua dedicação.

Sim, o amor é paciente e é amável, mas ocasionalmente é controlador e cruel.

Às vezes pode ser inconstante e caprichoso, sempre indo e vindo.


O conceito de que o único tipo de amor “real” é estável, simples e apaixonado é um equívoco, na melhor das hipóteses, e prejudicial no pior dos casos – se você optar por acreditar que nada menos do que perfeito não é amor, certamente vai viver oco e solitário.

Ao invés disso, aprenda a reconhecer as quedas e dificuldades em seu relacionamento e diferenciar entre aqueles que você pode corrigir, aqueles que não pode, e aqueles que está disposto a aturar.

Só então você poderá fazer uma decisão esclarecida sobre o que é melhor para si mesmo.


Lembre-se: independente de quão infeliz o relacionamento faça você se sentir, seu medo de deixá-lo ir é válido e não é um motivo para se envergonhar.

Porque não importa quão mal você está sendo tratado, ainda dói partir. Você ainda vai sentir falta muito depois de você ter ido, independente das circunstâncias de sua partida.

Mas isso não significa que você tenha que aguentar, que vale a pena todo o sacrifício.

Quando coração e lealdade deram lugar a ciúme e desconfiança. Quando a paixão é substituída pela previsibilidade e rotina. Quando o amor se torna mais sobre aguentar, é hora de deixar ir e seguir em frente.

____

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: Thought Catalog

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.