Alguns se despedem cedo de nós….

Alguns se despedem cedo de nós. A morte os leva sem avisar, sem nos dar a chance de um último beijo, olhar ou abraço. Pra quem fica, restam às lembranças do que já se foi e a dor do que nunca mais será.



O coração chega a doer, os olhos chegam a arder de tanto chorar. Na alma, fica a vontade de dizer o Adeus que nunca foi dito, nem que seja por um sonho. Sentir a presença dos amores que já partiram é tudo o que mais se quer.

E é justamente por tudo acabar tão rápido e tão repentinamente, que não devemos deixar de expressar o que sentimos. Que todos os meus amores sempre saibam o quanto são amados por mim, que nunca duvidem da importância que têm em minha vida. Que eu sempre me lembre  de deixá-los  com palavras de amor.

ALGUNS SE DESPEDEM CEDO DEMAIS - FOTO 01


Assim, se não nos virmos nunca mais, saberemos que o amor que nos unia continua a nos unir, que todo aquele sentimento agora ecoa pela eternidade e que a saudade é um sinal de que nem mil vidas bastariam para que eles não fizessem falta ao partir.

Temos essa mania de achar que nunca nada vai acontecer. Insistimos em ignorar a única certeza da vida: quem nasce, um dia vai morrer. E sem pensar nisso tudo, acabamos deixando o pedido de desculpas pra um dia qualquer, o “eu te amo” para um momento propício e o abraço para quando a raiva passar. Vivemos como se todos nós fôssemos viver para sempre, como se o amanhã fosse garantido.

E mesmo sabendo que existe  uma infinidade de motivos que atestam  que uma hora pode ser tempo demais, continuamos fingindo que a eternidade nos pertence. Se tivéssemos essa lucidez a todo momento, viveríamos em harmonia com todos que nos cercam, demonstraríamos todo  o nosso amor, seríamos mais amáveis e consequentemente, mais felizes.


Deve ser por isso que muitos doentes terminais aprendem a olhar o mundo de outro jeito ao conseguirem se soltar das amarras do orgulho e da futilidade e  olhar a vida com a beleza do amor em seus olhos. Que nenhum de nós, nem nenhum dos nossos precise passar por algo tão pesado para se tornar mais leve. Que possamos olhar desde agora a vida com olhos de amor.

ALGUNS SE DESPEDEM CEDO DEMAIS - FOTO 02

Espero que dessa forma, não deixemos que a saudade não seja acompanhada de nenhum arrependimento. Assim, a nossa dor não se transformará  em culpa por não termos sido amáveis como deveríamos.

A dor de um Adeus, por si só, já é grande demais e não precisa ser potencializada pela culpa do silêncio que ficou entre as palavras que nunca foram ditas ou pelo olhar caloroso que se disfarçou de gelo em nome do orgulho.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.