4min. de leitura

Almas gêmeas: uma recompensa espiritual!

Todo ser humano tem sua alma gêmea e pode encontrar várias delas em situações diferentes, mas aqui vamos focar na alma gêmea de relacionamento afetivo, explicando sob o ponto de vista cabalístico.

A primeira coisa a saber é que os relacionamentos são a melhor forma da alma evoluir. Eles chegam através de uma ideia romântica e da paixão que desperta sensações físicas maravilhosas para que, através desse prazer, cada ser humano inicie essa aventura inconsciente em busca do aprendizado da alma e sua própria integridade.


A Cabala diz que todos têm e encontram sua alma gêmea, pelo menos uma vez em cada reencarnação, que a mulher sempre reencarna mais evoluída que o homem, sendo seu o papel de fazer os homens com quem se relaciona evoluirem.

Enquanto isso, em algum lugar, há alguma mulher fazendo o mesmo com sua alma gêmea até que ambos estejam preparados para se reencontrar como casal. E esse encontro não é o encontro de uma paixão arrebatadora de tirar o fôlego, é mais do que isso, é um encontro divino com intenso magnetismo de corpo e alma. Um encontro que traz paz, harmonia e a sensação de chegar emocionalmente em casa, e encontrar o Todo dentro de si mesmo.

As almas gêmeas são o (re)encontro com a Unidade e sendo assim, esse encontro tem um propósito bem maior, maior do que uma união romântica, sendo esse casal um exemplo para outros, inspirando através de suas atitudes construtivas ou como missionários sociais, contribuindo com alguma situação de impacto coletivo.



Veja se você já está pronto para o encontro com sua alma gêmea, se você já tem:

Individualidade – conhece a si mesmo, está atento às suas transformações, conhece seus limites, precisa ser respeitado e sabe respeitar a individualidade do outro.

– Autossuficiência emocional – não cria co-dependências em seus relacionamentos.


– Liberdade – é capaz de fazer escolhas conscientes e arcar com as consequências delas sozinho, sem culpar o outro.

– Amor Incondicional – tem amor próprio, conhece seu autovalor e, a partir desse amor, consegue expandir no compartilhar e se doar sem receber em troca. Também sabe parar de dar quando o outro não quer ou não está pronto para receber. Amor incondicional é aceitar o outro com as limitações dele, não é atropelá-lo de demonstrações de afeto e de ajudas desenfreadas, fazendo tudo pela pessoa. Quem faz isso desrespeita o carma e o aprendizado individual do outro.


Se você já se encontra nesse estado, quer um encontro intenso, harmonioso e construtivo, já não sofre de ansiedade para ter um relacionamento, você está sereno e espera para receber o que já é seu!

Se você ainda não está, transforme sua busca em oportunidade de aprendizado através dos próximos relacionamentos e seja feliz transcendendo e evoluindo para encontrar a sua plenitude interior!

_____________

Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: alinsa / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.