FelicidadeO SegredoRelacionamentos

Amadurecemos com os danos, não com os anos

amadurecemos com os danos

Não é o tempo que nos faz entender que merecemos olhar em frente e renovarmos nosso espírito após derrotas.



São os danos que dão a volta em nossos mundos e desmantelam nossas vidas. E sair ferido de uma batalha é a melhor maneira de compreender que há tantas razões para sofrer na vida quanto você queira.

A dor tem uma cor triste igual as estradas cheias de folhas secas quebradas pela passagem dos pedestres, mas é tão necessária para nosso crescimento, quanto o outono para a floração de nossas árvores.

Quando o céu está nublado, apenas um olhar sábio forjado em melancolia pode apreciar sua beleza e razão. E a chuva, assim como as lágrimas, tem o poder de limpar e ajudar-nos a olhar ao nosso redor claramente.


A chuva cai porque as nuvens não suportam o peso, as lágrimas caem porque o coração não suporta a dor.

Sabedoria além do passar dos anos

Por sua vez, os anos nos dão a perspectiva de que acumulamos temos batalhas perdidas e sentimentos encontrados. O tempo nos abraça fazendo com que pensemos em nós mesmos e nos deixando saber que temos de lamber nossas feridas.

Os anos e os danos são perfeitos para a construção da terra a ser semeada com cada etapa. Digamos que nos oferecem a oportunidade de desfrutarmos de uma visão experiente, que pode ver além da visão, olhos e tempo.


“Quando você sofre, pode realmente entender que tudo é belo, tudo é relativo e tudo é novo. Paradoxalmente, percebe que o momento em que você começar a muda coincide com aquele no qual você começa a aceitar-se como é.”

Não há necessidade de alcançar a terceira idade para saber que o nosso conhecimento pode ir além do filtro da mente. Dentro das quatro paredes da sabedoria se encontra um terreno de intuição emocional, um oásis de aprendizagem e um paraíso para a maturidade.

Maturidade emocional não é como a física. Nosso corpo se desenvolve inevitavelmente ao longo dos anos. Envelhecemos e não podemos evitar.

Existem centenas de livros que nos ensinam a desenvolvermos habilidades que nem podemos imaginar, porém ainda não há nenhum que nos ajude a gerir a vida. Ninguém nos diz como crescer emocionalmente, aprendemos por tentativa e erro (ou seja, caindo e nos levantando).


Não ter uma vida fácil nos ensina a caminharmos através da estrada mais difícil, a nossa própria. E isso significa estudamos nossos corações e emoções.

Sim, o dano e dor que vivenciamos nos ajudam a desenvolvermos nossa inteligência emocional, a aceitarmos o que vem, e olharmos para dentro de nós mesmos, sem medo, piscando para todas as situações complicadas que um dia nos fizeram cair.

“Como a maioria de nós sabe, o sofrimento não é um caminho que podemos conhecer através de um livro, é um passo em direção à liberdade e à coragem de um coração terno forjado na realidade que cada um vive.”

 


___

Traduzido pela equipe de O Segredo

Fonte: La Mente es Maravillosa


A gente nunca enterra tudo o que sente

Artigo Anterior

Apego: a maior fonte de sofrimento

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.