ColunistasRelacionamentos

Amar à distância é assim…

Amar à distância

Amar à distância é assim…



Agradecer todos os dias à tecnologia por conseguir nos conectar o tempo todo. Assim, podemos minimizar a saudade.

É dar bom dia, bom almoço e boa noite esperando uma resposta olhando para o celular.

É querer saber o que o seu amor está fazendo naquele momento e curtir, como se estivesse ao lado dele.


É mostrar sempre um carinho e encher de elogios, mesmo quando não estamos nos nossos melhores dias, pois a distância já machuca o suficiente e não queremos nos preocupar com problemas bobos.

É sair para se divertir com os amigos, sabendo que o seu amor também estará se divertindo com os dele. Mas estará pensando em você. E principalmente, os dois se respeitarão.

É tirar mil selfies durante o dia, como se estivesse sempre ao lado da pessoa amada.

É usar e abusar de aplicativos para falar, ouvir e ver.


É planejar uma viagem em cada feriado disponível no calendário, sabendo que todas elas terão sempre aquele gostinho de Lua de Mel, ou de “Enfim sós”.

É esperar o fim de semana chegar, para receber o seu amor no aeroporto e finalmente, sentir seus beijos e abraços…

É ficar ali, abraçado por alguns minutos, como se o tempo fosse parar e apreciar aquele perfume bom, que você quase esqueceu como era.

É sentir o seu suspiro de “eu te amo”, mesmo quando essa frase não é dita. Porque sentir o amor, é muito mais gostoso do que ouvir.


É aproveitar cada segundinho do tempo que se tem juntos com carinho, com cumplicidade, com fogo, com paixão!!!

É querer descobrir o que não foi dito pelo contato à distância. Aqueles comentários bobos, momentâneos do dia a dia.

É viver como os casais normais de namorados, mas de um jeito diferente. Aproveitando tudo intensamente, pois não sabemos quando iremos nos ver de novo. Viver o hoje, sem saber o

que poderá acontecer amanhã.


É começar a ficar nostálgico quando começa a dar a hora de pegar o avião de volta…

É sentar ao lado do seu amor, no banco do aeroporto, de mãos dadas e em silêncio. Apenas com a cabeça encostada no ombro, olhando para o nada e pensando na dor da saudade que começa a chegar.

É segurar a onda e ver o lado bom de tudo isso: superar a distância e acreditar que logo, logo estarão juntos como sempre sonharam.

É dar tchau com um beijo longo de saudade. E, ao ir embora, olhar para trás para gravar a última lembrança daquele fim de semana espetacular. Sabendo que logo mais, será a sua vez de visitá-lo.


Enfim, amar à distância é saber que essa distância só fortalece o sentimento chamado amor.

______

Direitos autorais da imagem de capa: andreypopov / 123RF Imagens


A autoestima é a base onde se estabelece as relações gratificantes, o êxito, a prosperidade…

Artigo Anterior

Aterramento: a terapia que fornece segurança, foco e disposição!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.