Amigos são como joias

Amigo são nossas melhores escolhas. Talvez por isto coloquemos neles nossas melhores características. Tudo o que apreciamos em nós, vemos neles. 

Entretanto, amigos são como nós: seres divinamente humanos numa experiência de aprendizagem e amor e, por este motivo, acertam e erram como nós.

Como nós os endeusamos, quando eles erram, inserimos neles todas as nossas piores características, nossas sombras, aquilo que não queremos enfrentar em nós mesmos e assim, distanciamo-nos e/ ou digladiamo-nos, não porque deixamos de gostar, mas sim porque mostraram-nos o que não queríamos ver em nosso interior.

Mas, se lembrarmos que somos todos humanamente divinos, temos a chance de mudarmos nosso destino nessa amizade e aprendermos um pouco mais juntos. Afinal, eles não deixaram de ser amigos porque aos nossos olhos falharam. Mas nós deixaremos de ser amigos se não mudarmos o foco para ver o que realmente importa.

Somente nesta hora, em nome do futuro, nós nos é permitido voltar ao passado e reviver nossa história, pois amigos são seres especiais que permeiam nossa vida em momentos de dor e amor e nenhuma rusga ou distância é capaz de afastá-los de nós.

Encontros e desencontros fazem parte desta história chamada amizade. Alguns amigos afastam-se ao longo da vida, mas deixam-nos marcas de amor.

Alguns afastamentos são naturais porque talvez o aprendizado tenha encerrado; outros se dão pela distância geográfica; outros vão para outro plano; outros seguem afastando e encontrando alternadamente porque não estávamos preparados para aprender tudo de uma única vez. E há os que caminham eternamente lado a lado.

Por isto todo relacionamento amoroso tem que ter o ingrediente amizade. Pais, filhos e até parceiros precisam ser amigos. O que vale pais que não dão a mão a um filho que cai? Ou filhos que, ao primeiro problema, abandonam os pais,  ou mesmo um parceiro que não acende uma luz quando o outro está cercado pela escuridão?

Não importa o período que fiquem em sua vida, os amigos são como joias – atemporais e eternos – simplesmente porque escolhemos e fomos escolhidos por eles.

Somente amigos são capazes de nos colocar em situações de risco e nos tirar um sorriso tosco da cara ao contarmos pela enésima vez aquele aquele show emocionante, aquele acampamento em que seu pé ficou ao relento enfrentando chuva e frio, aquele sanduíche que dividimos fingindo não termos fome porque a grana era curta e até algumas discussões mais acirradas. Tudo isto adorna nossos dias, pois nos recorda a real importância da amizade: o amor incondicional.

Nesta hora, ao recordarmos de tudo o que já fizemos, enfrentamos e aprendemos juntos, saberemos que esse sentimento não pode ser perdido, esquecido ou ignorado.

Pois tal como nós, amigos são seres perfeitamente imperfeitos. E que graça teria a vida se assim não fossem?


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123rf / wavebreakmediamicro



Deixe seu comentário