publicidade

Amor maduro… amor pleno da feliz idade, da estabilidade, do equilíbrio, de quem segue sem olhar para o que já passou

O amor maduro faz uma pessoa se sentir especial com a reciprocidade e, como consequência, jogar-se de cabeça, independentemente do que virá.



A base de um relacionamento saudável é a honestidade da sinceridade de ambos. Os dois livres, leves e soltos, sem qualquer tipo de amarra.

É o se entregar de corpo e alma ao presente, pois o futuro a Deus pertence.

O amor maduro…

O renascimento do amor, a certa altura da vida, é o saber apreciar cada detalhe singelo sob um olhar tranquilo e sereno, em que a pressa vem em último lugar na lista de prioridades, que passam a ser outras.


No amor maduro, não há a expectativa do primeiro beijo, do primeiro amor, da primeira transa, do primeiro casamento, da primeira família, do primeiro relacionamento, das primeiras conquistas, do imediatismo do apenas olhar para o hoje, sem se preocupar com o amanhã, dos primeiros surtos de ódio e ciúme, frutos da imaturidade, do início da carreira, do princípio de tudo, dos primeiros erros, das primeiras descobertas, da inexperiência com o primeiro filho, das primeiras frustrações, das primeiras desilusões, dos primeiros encantos e desencantos, do primeiro sofrer da alma, do primeiro sorrir e ao último choro, da ilusão do viver da fantasia do mundo de aparências e conveniências.

No amor maduro, o que interessa mesmo é a amizade recheada de cumplicidade, companheirismo, afeto, ternura, segurança, paz, serenidade, tranquilidade, troca de ideias, experiências, conhecimentos e sabedorias.

Nele, o que impera é o amor sem segundas intenções ou pretensões, é o amor puro, sincero e verdadeiro.


É o amor que faz bem por si só, que, na sua simplicidade, é capaz de acrescentar tudo de bom e do melhor.

Amor maduro da liberdade e do saber quando é hora de ir embora, sem delongas e de deixá-lo ir, sem mágoa e ressentimentos. Amor pleno da feliz idade, da felicidade, da estabilidade, do equilíbrio e da vida que segue sem olhar para o que já passou.

 

Direitos autorais da imagem de capa: filme “Noites de tormenta”.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.