AmorColunistas

Amor sofrido? Então larga, moça! porque isso não é amor!

amor sofrido foto de capa

Por muitas vezes amamos demasiadamente o outro até o ponto de doer, doer no coração, na carne, no sentimento mais profundo. E acabamos por deixar nos consumir praticamente por inteiro.



Quando nos damos conta estamos lá,  chorosos,  sofridos, com aquele sentimento de apego que cola nas veias, dói no peito e quase nos falta o ar.

Bem, amar é muito bom…é bom demais e ser correspondido é melhor ainda! Mas e esse amor que dói?  Dói quando não liga, quando não vem, quando mente, quando engana e quando…quando…quando…

amor sofrido foto 01


E assim por medo de perdê-lo vamos aceitando, fazendo vista grossa, achando que tudo vai mudar, que isso logo vai passar.

Temos que estar atentos a todo tipo de sentimento que vem junto com esse tal de amor.

É necessário que se preste atenção no decorrer desse caminho muitas vezes com destino a um precipício, esse “amor” doído nos leva a lugares sombrios, de sofrimento, de desilusão.

Não podemos depender do amor do outro em nenhum aspecto da nossa vida, precisamos sim do nosso próprio amor. Aí entra a coragem, o entendimento,  a autoconfiança,  o amor próprio.


Porque para amar de verdade, aquele amor leve, confiante, de sentimento livre,  precisamos de muita coragem, coragem em nós mesmos, sabendo bem cada passo que estamos dando num lugar chamado escuro.

amor sofrido foto 02 (2)

Sim! O amor é um labirinto fechado que a cada passo bem sucedido se abre um feixe de luz, então que tenhamos precaução! Ande nesse labirinto com discernimento, sabedoria, perspicácia  e muita credibilidade em você mesmo!

Não deixe esse amor doer. Se doer larga! Isso não é amor.


Encontre o amor liberto dele próprio! Encontre o amor respeitável aos seus sentimentos, o amor que realmente vai te amar, e o amor que você dará, deve ser aquele até a sua alma ficar leve de tanto realmente poder de verdade amar.

Acesso livre para o amor!

Artigo Anterior

Até quando?

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.