AmorCrônicasO SegredoRelacionamentos

Amor, você não precisa emagrecer!

emagrecer

Ela diz que precisa perder uns três quilos. Eu rio do comentário aleatório e falo que ela está ótima. Não digo isso porque eu a quero do meu lado agora na cama e estou louco de vontade de fazer amor. Digo porque eu realmente acho que ela está ótima. Parada enquanto se encara em frente ao espelho, ela aperta aqui, ali e inventa gorduras onde eu enxergo as melhores partes para segurar. Fico achando que ela quer elogio.



Não, ela colocou na cabeça que está gorda e não há quem tire isso da cabeça dela.

Levanto e a abraço. Digo que se ela quiser correr amanhã de manhã comigo eu vou numa boa. A gente corre uns cinco quilômetros e depois toma um açaí, meu bem, o que acha? Ela revira os olhos e desdenha. Diz que não tem pique. Precisa mesmo é entrar na faca. E senta na cama, só de calcinha, se sentindo um lixo. Juro que não sei o que fazer. Queria mostrar a ela que a gente precisa se gostar, mesmo entendendo que pode mudar. Me ajoelho na frente dela e digo:

– Você não vê que já é linda do jeito é?


O abraço dela vem forte. Ela se agarra em mim e pede ajuda para emagrecer. Sério, ela não precisa perder um grama, mas sei que não conseguirei desviar o assunto. Começo a mostrar pra ela que uma reeducação alimentar é a chave para uma vida mais saudável, mas que os resultados vem com o tempo e com o foco. Ela não pode se desesperar daquela maneira.

“Eu queria ser igual aquelas meninas das capas de revistas”, ela diz. Eu repito que ela é minha musa. Explico o que ela já sabe: que essas meninas passam o dia inteirinho na academia, vivem para serem exatamente aquilo e que nós, pessoas com rotinas e trabalhos que não exigem mostrar o corpo, não podemos nos dar ao luxo de passar uma segunda-feira completa malhando só porque precisamos ficar sequinhos para a próxima sessão de fotos.

Nossas obrigações e prioridades são outras.

Comento com ela sobre todos os sacrifícios que eu tive de fazer na época em que decidi emagrecer, mas como que a decisão tomada foi por saúde, não por estética. Claro que ela pode querer ficar mais em forma para entrar num vestido ou aparecer melhor no vídeo do casamento da prima que teremos daqui há umas semanas. Claro que ela pode desejar usar aquele biquíni que viu na vitrine da loja ontem, mas é preciso não esquecer de praticar atividades que contribuam de uma forma contínua. Saúde é um hábito, não um capricho.


Ela quase chora nessa hora, me beija e brinca dizendo que eu sempre gostei de gordinhas. Faz a piada com si mesma e, por fim, ganha de mim mais alguns elogios. Você é gostosa, eu digo. E eu acho mesmo. Aquela bunda, aqueles peitos, aquelas curvas. Se ela quiser e achar que precisa melhorar, tudo bem, mas que seja por uma questão bem maior do que aparências.

A nossa vida não é só uma foto bonita no Instagram.

__________

Por: Gustavo Lacombe


Pressione esses pontos para aliviar a dor e o estresse:

Artigo Anterior

Às vezes, desistir é uma questão de sobrevivência!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.