O Segredo

“Ana Bolena não era negra.” Jodie Turner-Smith é vítima de racismo em nova série da HBO

3 capa Ana Bolena nao era negra Jodie Turner Smith e vitima de racismo em nova serie da HBO
Comente!

A nova minissérie da HBO Max deu o que falar e dividiu opiniões, rendendo posicionamentos distintos na mídia e nas redes sociais a respeito da escolha do elenco.

Narrada diversas vezes na dramaturgia, a história de Henrique VIII e suas seis esposas sempre revisitam momentos importantes da história, como a monarquia inglesa e a criação da Igreja Anglicana. Caso você não se lembre muito bem do enredo, vamos fazer uma rápida pincelada para que a reportagem não cause desconforto ou questionamentos.

Considerado um dos piores reis da Inglaterra, Henrique VIII, filho de Isabel de Iorque e Henrique VII, a quem sucedeu no trono em 1509 até seu falecimento aos 55 anos, em 1547, teve por primeira esposa Catarina de Aragão, com quem teve o relacionamento mais duradouro, de 23 anos, e que culminou no nascimento da primogênita Mary.

Depois de mais de duas décadas casado, e sem conseguir ter um filho do sexo masculino, Henrique foi até o papa e pediu que a união fosse considerada nula, alegando que era “inválida”. Como isso nunca lhe foi concedido, o monarca decidiu abandonar a Igreja Católica e fundar a Igreja Anglicana, com o intuito de abandonar Catarina.

Muitos especulam que Ana Bolena já era sua pretendente nessa época. Ana era irmã de uma das amantes de Henrique VIII, Maria. O rei decide abandonar sua irmã e, segundo o historiador Renato Drummond Neto, com a intenção de transformar Ana em sua amante titular, mas ela recusa. Mesmo sem ter o poder de barrar as visitas do monarca, ela não deseja comprometer um futuro casamento se tornando amante dele.

Querendo a todo custo um herdeiro homem, Henrique funda a Igreja Anglicana, casa-se com Ana Bolena, mas da relação deles nasce apenas Elizabeth I, que no futuro ficaria 44 anos no poder, durante a chamada “era de ouro”. Depois de viver uma grande tensão, Ana é acusada de adultério e condenada à morte por decapitação, episódio assistido por mais de mil pessoas.

A nova minissérie da HBO Max “Anne Boleyn”, uma das versões mais recentes dessa história, concentra-se mais no fim de sua vida, em 1536, grávida e com apenas mais cinco meses de vida. Para a população britânica, Ana Bolena faz parte do imaginário popular, e alimenta inúmeras versões de lendas e contos, ocupando grande espaço tanto nas telas, quanto na literatura, sendo retratada como uma jovem sensual que seduziu um homem mais velho e o convenceu a abandonar a primeira esposa e até a Igreja.

Mas a nova minissérie tenta dar uma nova cara a essa velha história, mostrando como Ana tentou manter o poder em meio a um sistema que lhe ofereceu extremamente pouco em troca. A série tem três episódios, e Jodie Turner-Smith foi escolhida para retratar a protagonista, sendo a primeira vez na história que a rainha Tudor é interpretada por uma atriz negra.

3 2 Ana Bolena nao era negra Jodie Turner Smith e vitima de racismo em nova serie da HBO

Direitos autorais: Reprodução/ @jodiesmith.

A escolha deu o que falar, e Faye Ward, uma das produtoras executivas do programa, em uma coletiva, disse que o intuito da equipe era encontrar alguém que conseguisse “morar em Ana Bolena”, mas que também fosse capaz de surpreender o público. Como essa não é a primeira vez em que a monarca aparece na dramaturgia, não era tão simples conseguir alguém capaz de suprir esses desejos.

3 3 Ana Bolena nao era negra Jodie Turner Smith e vitima de racismo em nova serie da HBO

Direitos autorais: Reprodução/ @jodiesmith.

Mas não é apenas Jodie que interpreta uma figura histórica branca na minissérie, o ator britânico-ganiano Paapa Essiedu faz o irmão de Ana, George Bolena, e a atriz britânica-brasileira Thalissa Teixeira, que interpreta Madge Shelton, prima de Ana e dama de companhia.

3 4 Ana Bolena nao era negra Jodie Turner Smith e vitima de racismo em nova serie da HBO 2

Direitos autorais:reprodução/ HBO Max.

Segundo artigo do The New York Times, a questão racial não era o tema central da trama, e os criadores escolheram adotar uma abordagem chamada “elenco com consciência da identidade”, que faz com que os atores coloquem “todos os seus fatores” nos papéis que interpretam. Isso, para a atriz Jodie, significou conectar suas experiências com as de Ana, criada na corte francesa, mas tratada como uma forasteira.

3 5 Ana Bolena nao era negra Jodie Turner Smith e vitima de racismo em nova serie da HBO

Direitos autorais:reprodução/ HBO Max.

Para a atriz de 34 anos, compreender a marginalização de Bolena não foi algo difícil, principalmente porque possui uma experiência nítida de como é ser limitada e marginalizada. Ela ainda afirmou que acha interessante trazer o “frescor do corpo negro” para recontar essa história. A escolha abalou as redes sociais e, um dia depois da estreia internacional, tornou-se um dos principais assuntos do Twitter.

A redatora do The Daily Telegraph, Marianka Swain, acredita que o elenco da nova série da HBO Max é “muito cínico”, e que foi criado para fazer com que “o Twitter espumasse ao invés de acrescentar algo à nossa compreensão de uma era.”

Mas nem todos compartilharam da visão da comunicadora. A professora de História da Escravidão e Memória da Escravidão da Universidade de Bristol, Olivette Otele, acolheu a perspectiva da narrativa.

Em uma entrevista ao jornal The Independent, Otele enfatiza que a série chegou em um momento em que a Grã-Bretanha estava “examinando a alma” para compreender seu passado colonial. Elogiando a série, ela afirma que “o passado só é um espaço seguro se ele se tornar um espaço de aprendizagem aberto a todos”.

Jodie Turner-Smith, durante divulgação da série à imprensa, relacionou os eventos de Ana Bolena com o atual tratamento dado à duquesa de Sussex, Meghan, que sofreu preconceito e que, em entrevista a Oprah Winfrey, afirmou até ter tido pensamentos suicidas na ocasião. Os valores patriarcais, para a atriz, mostram até que ponto ainda não avançamos em nada.

Comente!

Luciano Szafir quebra tabu e desfila com bolsa de estomia: “Sejamos felizes”

Artigo Anterior

Prestes a desligar a máquina que mantinha sua esposa viva, ele a ouviu sussurrar: “Eu sou uma lutadora”

Próximo artigo