4min. de leitura

Animais de estimação poderão acompanhar seus donos durante internação em hospitais do RS

Todos sabemos que os pets são muito mais do que animais, eles são nossos amigos e companheiros.


Aliás, para muitas pessoas, eles são a única companhia em qualquer momento da vida.

Quando precisamos ficar afastados de nossos animais por muito tempo, por qualquer motivo, o nosso coração aperta e o deles também. A nossa conexão é tão profunda que, não importa onde estejamos, queremos ter os bichinhos ao nosso lado, o que raramente acontece com as pessoas com as quais compartilhamos nossa vida.

Para os moradores do Rio Grande do Sul, um projeto de lei aprovado recentemente fará com que a saudade dos animais de estimação seja muito menor em uma das circunstâncias mais sensíveis das pessoas: a internação hospitalar.


A Assembleia Legislativa do estado aprovou, no último dia 1, um projeto de lei que autoriza os pets a acompanharem seus donos durante a internação em hospitais privados, públicos, contratados, conveniados ou cadastrados no Sistema Único de Saúde (SUS).

O autor do projeto é o deputado estadual Dirceu Franciscon (PTB), e a proposta está relacionada com um tema que tem sido muito discutido nos últimos tempos: a importância dos animais de estimação como reforço terapêutico positivo. Existem pesquisas que relacionam a presença dos pets com a melhora de quadros clínicos de seus donos em casos de saúde mental, como depressão e ansiedade.

Os animais poderão visitar seus donos nos hospitais, mas para isso é preciso seguir algumas regras: os pets devem estar em boas condições de saúde e sua carteira de vacinação, atualizada. Seus donos ainda terão de apresentar laudo técnico de um veterinário responsável, para que a presença do animal não ofereça risco às pessoas internadas. Caberá a cada hospital definir regras próprias para essas visitas.


O projeto está em fase de aprovação do governador do estado, Eduardo Leite, que tem quinze dias para sancionar ou vetar o texto.

Os moradores do estado de São Paulo também podem receber visitas de seus animais em hospitais graças a uma lei aprovada em fevereiro de 2018. Nesse estado, pacientes devem pedir autorização ao médico responsável e agendar a visita dos animais na administração da unidade de saúde. Também devem apresentar laudo do veterinário atestando as boas condições de saúde do animal, que precisa estar limpo e com vacinação em dia. Os animais precisam usar coleiras e guias, e serem transportados em caixas adequadas.

Sua entrada nos hospitais dependerá da autorização da comissão de infectologia, e cada hospital é responsável por definir normas e procedimentos específicos sobre o local e o tempo de encontro dos animais com os seus donos.

Termos aqueles que amamos ao nosso lado é sempre muito bom, especialmente nos momentos em que nos sentimos frágeis e limitados. Certamente, a presença dos pets nos hospitais fará uma grande diferença na recuperação de seus donos.

Compartilhe esta notícia com os seus amigos que moram nesses estados!

 

*Com informações de IstoÉ.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos. Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: Cathy Yeulet/123RF Imagens.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.