4min. de leitura

Ansiedade

Assim como o stress, a ansiedade tem sua função em nosso sistema e é natural e saudável, desde que não ultrapasse limites do administrável. A ansiedade ultrapassa o nível considerado saudável quando ela, juntamente com a preocupação, passam a causar desconforto e dificuldades em nossas relações pessoais, em nosso trabalho, enfim, em nosso diário viver. Nossa saúde pode ser afetada por excesso de ansiedade e preocupações. Por isso, foquemos nas alternativas que estão ao nosso alcance para podermos lidar com a ansiedade.



Comece olhando para dentro de você: o que está fazendo com que você se preocupe tanto? Procure especificar com clareza quais são suas preocupações (vale utilizar um caderninho de anotações para escrever o que você perceber). Conversar com um seu terapeuta pode ser um facilitador para identificar e delinear suas preocupações. Queremos ter uma percepção clara do que está nos ferindo e limitando.

Na sequência, para cada tópico, decida qual a ação requerida -o que pode fazer a respeito. Verifique também o que representa uma ameaça real e o que é apenas uma hipótese ou dos resultados imaginados, se você está considerando justamente o cenário mais assustador e incômodo. 

A próxima etapa é conceber um plano composto pelas estratégias, meios escolhidos, para lidar com a parte do problema que está ao seu alcance, ou seja, que está no território do que depende de sua vontade. Agir é uma medida que, além de preservar você, também concentra energias positivas que enfraquecem o medo. 


Muito bem, depois que você fez tudo o que puder -tudo o que está ao seu alcance fazer- reconheça que agora está no território do que independe de sua vontade, e, tão-somente, entregue às mãos da vida, de Deus, isto é, nesse território, os exercícios são a entrega e a fé.

Queridos leitores, assim como vocês, eu sei que é muito mais fácil falar do que fazer, mas como estamos tratando de algo muito importante – Você e seu bem-estar – então, podemos considerar uma motivação extra para praticar essas dicas, não é mesmo? E com a prática, vai ficando cada vez mais fácil lidar com níveis elevados de ansiedade, trazendo-os a níveis saudáveis e bem administrados. 

Lembre-se que, acima de tudo, sua vida precisa seguir seu curso e que se concentrando em cada momento, situação, pessoa com que e com quem se relacionar, você estará direcionando sua energia psíquica para outros aspectos que não só as preocupações e a própria ansiedade. Portanto, viva, estude, trabalhe, conviva, movimente-se; lembre-se da música, da meditação, da conversa descontraída com alguém querido, da oração e se ocupe. Sem preocupações. Apenas ações e ocupações, consciente de que o que lhe cabe já foi feito e o que não lhe cabe já foi entregue e confiado. Uma última observação: a respiração profunda é uma grande aliada assim como exercícios físicos. Procure perceber quando sua respiração fica curta e apertada, e comece inspirando lenta e profundamente e expirando do mesmo modo. 


Caso sinta limitações que o impeçam de participar de seu cotidiano, procure conversar com seu médico e terapeuta, ok? Votos de saúde e paz de espírito.

Marcel Hindi 

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.