ANSIEDADE, UM MONSTRO QUE SE ALIMENTA DE NOSSA ADRENALINA



A ansiedade é um monstro que se alimenta de nossa adrenalina, uma substância que nossos corpos liberam quando sentimos que há algum perigo no ambiente e precisamos nos proteger.

Ela pode despertar com a visão de um leão ou uma cobra, que são muito improváveis no mundo em que vivemos hoje e, portanto, parece-nos menos adaptativa. No entanto, a adrenalina também é liberada quando, de repente, deslizamos nas escadas ou pinga óleo em nós quando estamos cozinhando.

Neste momento a nossa adrenalina sobe e nos ajuda a segurarmos no corrimão ou nos afastarmos do fogo enquanto estamos fritando um ovo. Ou seja, a nossa adrenalina nos situa e nos ajuda a agir a tempo antes que aconteça algo fatal.

Mas naquele exato momento em que a adrenalina é liberada, o monstro Ansiedade acorda de seu sono para sentir o cheiro de sua comida. Em princípio, também é parte desse instinto de proteção, que nos faz agarrar o corrimão e nos equilibrarmos antes de cairmos da escada.

No entanto, apesar de um deslize na escada ser uma situação cotidiana, o monstro Ansiedade pode acordar e não voltar mais a dormir. Pode permanecer dentro de nós, alimentando-se da adrenalina liberada quando sentimos o coração batendo mais forte e de nossos sustos.

Enquanto o monstro tiver adrenalina para alimentar-se, vamos senti-lo em nosso interior. No entanto, uma vez que não estamos nessa situação de perigo, o monstro, sabendo que suas reservas de adrenalina estão se esgotando, hiberna por falta de alimento.

“Acontece que, por vezes, o monstro Ansiedade nos dá tanto medo que lutamos para que deixe o nosso corpo, gritamos que não o queremos, que não o aceitamos e que não deveria estar dentro de nós.”

Esta batalha psicológica faz com que nosso corpo segregue uma outra descarga de adrenalina, só que desta vez não há nenhum perigo real para justificá-la, apenas um monstro que tem o prazer de sealimentar mais e mais.

Então, graças ao excesso de adrenalina, o monstro Ansiedade se torna enorme e extremamente agressivo. Ameaçando, grita-nos que irá paralisar nosso coração, secar nossas gargantas ou devorar nossos cérebros.

Ele não pode fazer isso, mas diz-nos cada vez mais alto, pois sabe que assim ouvimos melhor e consegue mais alimento emocional, mais adrenalina. Então, permeia nosso dia com uma fome insaciável que sabe que saciará, se permitir ser observado.



Agora, se nós não ouvirmos seus gritos e não os aceitarmos como normais, vamos parar de prestar atenção e não teremos adrenalina em nosso corpo, por isso, eventualmente, o monstro Ansiedade não terá escolha a não ser escorregar de volta para um sono e perda de peso.

O monstro Ansiedade pode apenas assustar o nosso corpo. Como podemos ver, representa uma forma natural do nosso corpo reagir a algo que nossos corpos ou nossas mentes entendem como perigo imediato.

No entanto, quando ele obtém a nossa atenção se encoraja, pois entende que nós o convidamos a agir e crescer descontroladamente.

É um mecanismo simples e normal que todos podemos entender. Agora, se este monstro já está enorme ou se, no futuro, não quiser cair no sono novamente, devemos lembrar que está em nosso poder torná-lo menor e irrelevante, se optarmos por aceitar que sua presença vai depender de experimentarmos apenas sensações naturais.

 

___

Traduzido pela equipe de O Segredo

Fonte: La Mente es Maravillosa






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.