2min. de leitura

Antes de carregar todo o peso do mundo, veja o que realmente faz sentido. O restante, jogue fora, não leve para a vida!

Quem nunca se sentiu pesado, como se carregasse o mundo nas costas?


Andar é penoso e se mover cansa só de pensar.

Durante nossa vida, caminhamos e vamos colhendo diversas coisas: experiências, amores, amizades, decepções, conhecimento… e, muitas vezes, simplesmente, colhemos sem prestar atenção se vale a pena ou não carregar aquele peso e, quando menos esperamos, notamos que a nossa “sacola” está cheia, transbordando de tanta coisa e cada vez mais difícil de carregar.

Será que devemos realmente carregar tanto peso?

Sabemos que, nem sempre, é fácil esquecer uma ofensa, uma cara feia ou algo que nos foi prejudicial, mas carregar essas coisas durante muito tempo só nos traz dor, uma dor que, muitas vezes, não precisamos sentir.


Muitas coisas pelas quais passamos são aprendizados, situações que precisávamos viver para tirar uma lição e seguir em nossa evolução. Por mais difícil que nos seja, devemos passar por essas situações e seguir em frente, deixar o peso onde ele deve ficar: para trás, pois se quisermos carregar tudo, uma hora, o peso será tão grande que não conseguiremos mais andar.

Dores surgirão, tanto no corpo quanto na alma e, em algum momento, será necessário parar, abrir a “sacola” e escolher os pesos que devemos carregar. Porém, também será necessário tratar as feridas que o excesso de peso deixou.


Por isso, antes de sair carregando todo o peso do mundo nas costas, selecione aquilo que realmente faz sentido carregar. E o restante, jogue fora, não leve para a vida!

As marcas deixarão de existir, a vida ficará mais leve e sua jornada também.

 

Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF Imagens.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.