4min. de leitura

Antes de sofrer, pergunte-se: será que vale a pena?

No último fim de semana, participei da Convenção de Inteligência Emocional, no Expo Center Norte, onde pude aprender um pouco mais com Marshall Goldsmith e Daniel Goleman, tudo em congruência com o meu momento profissional, porque farei no dia 29 de setembro uma palestra presencial em São Paulo abordando Inteligência Emocional – 5 Passos para a Vida Suprema.


E, uma parte desse aprendizado compartilho com você agora, porque você merece saber, entender e – talvez – mudar a sua postura diante da vida!

Responda com sinceridade às próximas três perguntas:

1.Você está fila do show, em pé há horas, abrem-se os portões para a entrada, você vê pessoas furando a fila, o que você faz?

  • Grita, gesticula e fica muito enfurecido.
  • Sente que um Hulk cresce dentro de você, não fala nada e explode por dentro.
  • Respira fundo, mantém a linha, conscientiza de que não vale a pena e segue sua vida, entrando no espaço, para curtir seu show.

2.Você está dirigindo, de repente um motoqueiro passa correndo pelo corredor entre as pistas e quase cai diante do seu carro, você se assusta e freia bruscamente, o que você sente?

  • Respira fundo, suspira aliviado, porque não aconteceu nenhum acidente.
  • Xinga, berra, esmurra o volante e deseja que o pior aconteça com aquele motoqueiro.
  • Sente-se seguro, porque estava dirigindo com prudência e, percebendo a possibilidade de um incidente, teve a atitude perfeita e deseja que aquele motoqueiro esteja a salvo dos acidentes, percebe que não vale a pena se estressar.

3. Você acorda cedo, se arruma, vai para o trabalho, durante o percurso o transporte está lotado e o trânsito congestionado, você chega atrasado, para aquela reunião importante. Seu chefe, solta os cachorros, não valorizando todas as vezes que você foi pontual. Qual a sua reação?

  • Respira fundo, ouve tudo o que ele tem a dizer, informa que o trânsito estava parado e assume a responsabilidade, sentindo-se tranquilo, afinal você não teve culpa.
  • Fica com raiva do chefe, da empresa, do trânsito, da CET, do mundo e é irônico, sai xingando, maldizendo.
  • Fica se justificando repetidas vezes, se culpando pelo atraso.

A maneira como você AGE ou REAGE diante das adversidades, expressa o seu grau de Inteligência Emocional.

Se você respondeu às 3 perguntas, escolhendo as alternativas que se iniciam com “respira fundo”, parabéns você está no caminho certo, ampliando sua Inteligência Emocional, agindo, transformando, construindo a sua Vida Suprema. Entenda como Vida Suprema a vida que você merece, repleta de conquistas e felicidade.


Já as outras alternativas demonstram que você não está usando suas emoções como elementos facilitadores da sua VIDA SUPREMA, você está reagindo diante da vida.

A dica de ouro resume-se a uma prática constante, faça-a até tornar-se hábito. Diante das adversidades, respire fundo e, antes de reagir, pergunte-se:  “Vale a pena?”

A resposta virá trazendo a decisão mais acertada, para todas as situações da sua vida, evitando o sofrimento desnecessário, o desgaste emocional, a discussão inútil.


Se não valer a pena, permita-se o silêncio, entenda-o como evolução, como ganho, como maturidade emocional, como Inteligência Emocional. Vamos lá respirar, porque a respiração consciente vale a pena!

Abraços acolhedores da Mel.

“Estamos VIVOS! Kaizen: Melhoria Contínua, porque O MELHOR – ainda está por vir.”


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123rf / epokrovsky





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.