Pessoas inspiradoras

Antes motorista de ônibus, hoje cirurgião-dentista. Homem realiza o sonho de mudar de profissão!

Ele recebeu apoio da família para se dedicar aos estudos e, com muito esforço, conseguiu ser o que sempre sonhou: cirurgião-dentista!



Correr em busca dos sonhos é algo muito disseminado na sociedade em que vivemos, mas quando atingimos a idade adulta, percebemos que não é tão simples quanto se imagina. Algumas pessoas não têm educação suficiente para perseguir seus sonhos, outras têm família, precisam arcar com despesas, são muitos fatores que podem impossibilitar de se chegar a um objetivo.

José Ribeiro, de 33 anos, conseguiu perseguir seus sonhos, recebendo apoio incondicional de sua família. O jovem, que já foi cobrador e motorista de ônibus, trabalhou durante dez anos na empresa de coletivos de Irupi, no Espírito Santo, e precisou conciliar a faculdade com seu trabalho durante boa parte do tempo em que esteve empregado.

Em reportagem da Gazeta, José conta que o processo todo foi muito difícil e sofrido, mas que, no fim, vale a pena. Ele recebeu apoio da esposa e da filha, que “seguraram as pontas” enquanto ele estava comprometido com a faculdade. E deu certo: ele foi aprovado em primeiro lugar em um processo seletivo para cirurgião-dentista da Secretaria de Estado de Saúde (Sesa), de apenas duas vagas.


Sua jornada de sacrifício foi longa, sempre precisou acordar por volta de 4h30 da manhã todos os dias, para conseguir chegar à empresa Tanscol, às 5h30, rotina que o acompanhou até se tornar cirurgião-dentista.

José não pretende parar de estudar e quer se aprimorar e buscar uma especialização para ajudar outras pessoas, “entregando um sorriso melhor”.

Pai de uma menina de 10 anos, ele contou com o incentivo direto da família, principalmente da esposa Raquel Meireles. Sua irmã, uma engenheira eletricista, incentivou-o a fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em 2014, e a pontuação garantiu-lhe 50% de bolsa pelo Programa Universidade para Todos (Prouni).

Direitos autorais: reprodução/arquivo pessoal.


José conta que começou cursando Farmácia, mas que logo percebeu que sua área era a da odontologia, fez a transferência e teve parte do valor das mensalidades custeado pelo Financiamento Estudantil (Fies). A empresa em que trabalhava sempre o apoiou, flexibilizando horários para que ele conseguisse conciliar as duas atividades.

O gerente de tráfego da empresa Unimar, Elizeu da Conceição, explica que José entrou na escolinha de formação de motorista de ônibus e evoluiu de cobrador para manobreiro e motorista de ônibus urbano.

Ele sempre agarrou as oportunidades, e buscou melhorar, nunca se contentando em permanecer na mesma posição.

A superação sempre foi uma constante na vida de José que, em busca de uma realidade melhor, encontrou apoio na família para seguir seus sonhos. Ele entrou na empresa de ônibus aos 23 anos, passou de cobrador a motorista, e permaneceu nela até 9 de abril deste ano, quando foi convocado para trabalhar como cirurgião-dentista.


O que você achou desta história?

Comente abaixo e compartilhe-a nas suas redes sociais para saber o que seus amigos acham!

Mãe não força filha a abraçar seus avós e não se importa se isso fere seus sentimentos. “O corpo é dela”

Artigo Anterior

Médico reencontra professora preferida da infância e ajuda em sua recuperação contra covid-19

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.